A Fitoterapia é Polivalente

     As ervas medicinais são tão eficazes que apresentam efeitos até em casos considerados incuráveis. As provas dessa eficácia esta nos casos citados abaixo. Os casos que vou relatar a seguir mostra como as ervas podem auxiliar na cura mesmo em condições clínicas complexas.

 

       Meu objetivo com a apresentação desses casos é mostrar para as pessoas o potencial da Fitoterapia e solicitar junto a OMS e ao Ministério da Saúde, que estimulem e invistam em pesquisas de ervas medicinais, ou, a exemplo da Alemanha, que se forme uma Comissão para avaliar os resultados obtidos com esse polivalente recurso.  

 

 Apresento algumas experiências com o uso de plantas medicinais.      

     Nessas experiências com ervas medicinais, logrou-se êxito como vimos até em doenças tidas como "incuráveis", proporcionou melhora, alívio e até cura, nesses casos prevaleceu o saber popular, que mesmo sem fundamentação científica tem resolvido o que o tão valorizado saber científico ainda não consegue resolver.

Esses são alguns dos casos complexos que a fitoterapia resolveu.

 

Em apenas 20 horas uma composição de ervas medicinais controlou a Hepatite A.

Vejam os resultados dos exames.

 

Exame feito dia 01 de março 2010 / coleta do sangue às 12 horas e 43 minutos.

Aspartato Aminotransferase (TGO) 874 U/L o normal é entre 15 a 37 U/L  

Alanina Aminotransferase (TGP) 1846 U/L  o normal é entre 30 ª 65 U/L

Gama Glutamil transferase 436 u/L no sexo feminino  o normal é entre 05 a 136 U/L

                                       ..................

Exame feito dia 02 de março 2010 / coleta do sangue às 08 horas e 20 minutos

Aspartato Aminotransferase (TGO) 485 U/L 

Alanina Aminotransferase (TGP) 1250 U/L 

Gama Glutamil transferase 226 u/L

     Esse resultado surpreendeu o médico que o classificou como extraordinário, pois além da queda das substâncias constatou -se por meio da ecografia, que a vesícula dessa paciente que estava colabada também havia se normalizado. Isso evitou um procedimento que seria realizado para inflar a vesícula, pois a vesícula colabada é uma condição clinica de risco.

OBS: Tenho a cópia desses exames  nos meus arquivos.

Essa é a contribuição das plantas na Hepatite A.

       As pessoas que com hepatites passam a ter algumas substâncias alteradas. Apesar de tanta evolução a medicina infelizmente, ainda não conta com remédio que possa baixar as substâncias acima relacionadas. 

 

   Graças à fitoterapia, dona Irene, de 66 anos, moradora em São José dos Pinhais - Paraná, não entrou para o rol das milhares de pessoas amputadas (mutiladas).

   A foto mostra como estava antes e agora em fase de cicatrização.

Ver mais detalhes desse caso em ulcera-varicosa

 

        Homem de 43 anos, com tumores no pênis, submeteu – se a vários procedimentos e medicamentos, durante 18 meses, sem obter resultado. Estava com o pênis deformado pelas feridas, com um quadro que se agravava, devido a isso o especialista sugeriu a amputação do membro. Com a ajuda da Fitoterapia, eliminou os tumores, houve a cicatrização em uma semana. 

 

     Também graças à fitoterapia, a dona Lucia, moradora na cidade de Panambi no Rio Grande Do Sul, também, não entrou para o rol das milhares de pessoas amputadas (mutiladas).

          A dona Lucia foi afetada de úlcera nas duas pernas (feridas crônicas), vinha resistindo à amputação de suas pernas, pois os médicos que avaliaram o seu caso insistiam que deveria ser amputada. Essas feridas submetia a dona Lucia a 24 horas de dor continua e lancinante durante anos. A foto mostra como estava antes e agora em fase de cicatrização. Com ajuda da fitoterapia, suas pernas em breve estará plenamente cicatrizado. Veja a evolução da melhora e como ficou.

Desculpem pelas fotos, mas o propósito é mostrar que o  pé da dona Irene e as pernas da dona Lucia foram salvos da amputação com ajuda da Fitoterapia. Os médicos queriam amputar. 

Ver em detalhes sobre esse caso em ulcera varicosa

A solução para evitar amputações e acabar com o sofrimento de milhares de pessoas é oferecer tratamentos que realmente funcionam e são eficazes........

 

          Médico, em razão de sua cirurgia para remover um câncer de garganta e por conta do início das sessões de radioterapia logo após a cirurgia, desenvolveu graves lesões (dermatite) na região do pescoço. Isso aumentou ainda mais o edema que costumeiramente ocorre após um procedimento cirúrgico, levando-o a ter dificuldade de engolir até água.

          Seu quadro se agravou, pois estava há quatro dias sem poder se alimentar, ele havia rejeitado a colocação de sonda para essa finalidade. Por indicação de um amigo esse médico (o amigo é um médico que vinha tendo o controle da DGM por meio da Fitoterapia) pediu ajuda da Fitoterapia. Conseguiu melhorar seu quadro a tal ponto que 3 horas após o início do tratamento pode, enfim, tomar água e uma sopa. Além disso, resolveu a grave dermatite, o que permitiu a retomada do seu tratamento com as radioterapias.

 

      Jovem que submete-se a 16 cirurgias na coluna para a retirada de um tumor que sempre reincidia, já com outra cirurgia agendada, teve o tumor eliminado com ajuda da Fitoterapia. O mais importante é que Não houve mais recidiva do tumor.

 

 Fitoterapia também reduz aumento benigno da próstata (HPB hiperplasia prostática benigna).

       Senhor A. R. de 60 anos, estava com uma cirurgia agendada para remover a próstata.  Sua próstata pesava 148 gramas e por conta disso tinha que urinar a cada 50 minutos.   Isto lhe causava muito transtorno já que é motorista de ônibus, segundo ele tinha medo de não conseguir segurar a urina caso ocorresse algum empecilho no trânsito e houvesse atraso no seu trajeto, isso o deixava muito ansioso e contribuía para agravar o sintoma. Para surpresa dele e também do seu médico com 64 dias de tratamento o peso de sua próstata baixou para 90 gramas. Ele continua o tratamento e espera que no próximo exame tenha mais uma surpresa agradável, como a anterior.
 
         Senhor C. G. A de 74 anos, sua próstata pesava 54 gramas. O seu último exame mostra que houve redução e sua próstata esta com 35 gramas, um feito que também surpreendeu o seu médico. O volume era de 52 x 44 x 46 hoje, esta em 45 x 35 x 41 MM.

obs: 15 gramas é o peso normal da próstata

 Temos os exames que comprovam estes resultados.

hpb-hiperplasia-prostatica-benigna

 

       Paciente com hepatite C, em fase final da doença, tinha à sua frente uma fila de espera de 587 pessoas para o transplante de fígado. Obviamente seria vencido pela doença. Apresentou melhora em 22 dias. O tratamento permitiu um tempo de sobrevivência para esperar a tal fila.

 

      Rapaz dilacerou o pé em um acidente de moto, após 2 anos de recorrentes infecções e a dificuldade de reconstituição dos tecidos e já com indicação para amputá-lo, pode enfim ver seu pé restabelecido.  Neste, caso o próprio médico sensibilizado com a gravidade do caso procurou o tratamento para seu paciente.

 

Após 15 anos homem recupera a audição.

Lesão em acidente de carro o fez perder a audição de um ouvido. Fez tratamento convencional sem resultado. Recuperou com ajuda da Fitoterapia e recursos naturais.

 

     Mulher de 46 anos, estava ficando cega por conta de uma degeneração na mácula. Procurou tratamento nos melhores hospitais do Mundo e não obteve resultado. Hoje seu quadro está estabilizado com ajuda Fitoterapia, além de haver a melhora houve uma regressão da degeneração, ou seja uma regeneração.

 

     Homem de 44 anos sofreu um infarto e como consequência, teve 38% do músculo cardíaco comprometido. Após seguir um tratamento com recursos naturais as lesões regrediram. Isto foi constatado nos seus exames e surpreendeu seu Cardiologista, que sabe que até o momento apesar de tanta evolução a Cardiologia não tem meios de recuperar os tecidos necrosados de um coração infartado.

      A Cardiologia acredita que o tecido cardíaco é incapaz de ser regenerado. Pesquisas indicam que há uma classe de compostos conhecidas como Fitossubstâncias Neocardiogênicas são capazes de estimular as células cardíacas para regenerar o tecido cardíaco.

 

      A enfermeira, que devido a um esporão de calcâneo não conseguia sequer colocar o pé no chão, tinha também 4 hérnias de discos. Não conseguia caminhar, sentia dores permanentes. Pode, enfim, voltar a caminhar e viver sem dor. O exame mostra que as hérnias foram eliminada. O esporão também desapareceu.

 

      Homem que estava com coração aumentado e uma grave arritmia, após um tratamento com recursos naturais surpreendeu seu cardiologista. Nesses casos, até o momento a Cardiologia não tem meios para conter o aumento do coração.

      O coração grande, também conhecido como cardiomegalia, é uma doença grave e de difícil tratamento que atinge principalmente os idosos, mas pode atingir pessoas em todas as idades, como a pessoa citada nesse caso que tinha apenas 43 anos. Esta doença pode ter surgimento com a hipertensão arterial que, às vezes, contribui para o aumento do coração.

 

    Aos 64 anos, a esposa de um médico estava com câncer nos ossos e fazia uso de morfina em altas doses, teve alívio da dor e se livrou do uso da morfina com ajuda da Fitotermoterapia.

 

       Viver com a Fibromialgia nos últimos 11 anos, mudou totalmente a vida da Roseli.  Rigidez matinal, espasmos musculares, fadiga e dor eram sintomas diários com os quais ela teve que aprender a viver. O pior na vida dela era a frustração com os tratamentos ineficazes oferecidos. Receitaram-lhe anti-inflamatório não - esteróides para a dor, remédio para dormir, antidepressivo, às vezes, até relaxante muscular e pasmem, sugeriram - lhe para procurar um grupo de apoio para aprender a viver com a doença. Felizmente a Roseli consultou com uma médica que sugeriu que ela procurasse alguém que entendesse de Fitoterapia.
 
      Dentro de duas semanas com ajuda da fitoterapia, ela viu melhora acentuada e em um mês estava de volta ao seu estado normal e fora de todos os medicamentos.

 

   Uma senhora, esposa de um médico tinha um diagnóstico de glaucoma com acentuada perda de visão, teve seu quadro estabilizado, além da melhora da visão com ajuda da Fitoterapia.

 

     Hemorroida não mata, mas incomoda muito com dores lancinantes. Diante de tantos sofrimentos e tratamentos (nó no vaso hemorroidário ou cirurgia) apenas paliativos e ineficazes, não é de se estranhar que as pessoas busquem por soluções menos agressivas. Com ajuda das ervas, em questão de minutos se promove o alívio da dor, da ardência e do inchaço até mesmo nas hemorroidas prolapsadas e trombosadas. Centenas de pessoas as solucionaram com ajuda da Fitoterapia.

       Como foi o caso da senhora Vera que estava com uma hemorroida trombosada, esperando por uma cirurgia. Suas dores lancinantes que há 3 semanas a impedia de sentar com ajuda da Fitoterapia foi aliviada em apenas 8 minutos, além disso, ela teve a diminuição do vaso hemorroidario trombosado, bem como da inflamação em 16 horas.

 

    Diversas pessoas com trombose venosa profunda e obstrução total da veia safena, já com indicação de amputação urgente, tais as gravidades dos casos evitaram esse drástico procedimento com ajuda da Fitoterapia.

   Dona Cecilia, de 76 anos, foi uma das pessoas que felizmente, teve sua perna poupada da amputação. Ela estava com trombose venosa profunda.

 

   Homem que se preparava para amputar o pé, com recorrentes infecções e dificuldade de reconstituição dos tecidos, também se curou.

 

   O tumor de parótida inoperável devido à localização e do quadro clínico do paciente que não podia realizar procedimento cirúrgico por conta de um enfisema pulmonar também foi solucionado com ajuda da Fitotermoterapia. Nesse caso o paciente tinha dores lancinantes que nem mesmo a morfina conseguia abrandar. Suas dores foram aliviadas em 40 minutos e o tumor logo começou a diminuir e foi eliminado totalmente em 18 dias.

    O tumor tinha o tamanho de uma maçã grande. Infelizmente, na época não documentamos por meio de foto esse tumor. Temos apenas as testemunhas (amigos e familiares) e o médico que o acompanhou que classificou o caso como um grande milagre do procedimento, pois ele tomou conhecimento que seu paciente procurou esse recurso terapêutico, visto que a medicina nesse caso não podia fazer mais nada.

Mostramos fotos que ilustram um tumor de parótida e uma cirurgia quando ela pode ser realizada, pois se trata de uma cirurgia de alto risco, visto que esta região é circundada pela artéria carótida e a jugular.

 

  Jovem com tendinite, que não conseguia se quer erguer uma xícara de café, se livrou da dor, até o momento seu quadro está sem recidiva. Com ajuda da Fitotermoterapia o alívio da dor ocorreu em 40 minutos e a inflamação total se desfez com duas semanas de tratamento.

 

        Conviver com a enxaqueca nos últimos 14 anos, fazia da vida da Edilaine, um tormento.  O pior na vida dela era a frustração com os tratamentos ineficazes indicados pelos médicos. Receitaram-lhe além, dos analgésicos para a dor, remédio para dormir, antidepressivo e até relaxante muscular e pasmem, sugeriram - lhe para procurar um grupo de apoio para aprender a viver com a dor e os sintomas diários.

   Felizmente, a Edilaine consultou com uma médica que sugeriu que ela procurasse alguém que entendesse de Fitoterapia.  Dentro de uma semana com ajuda da Fitoterapia, ela viu melhora acentuada e em três semanas estava de volta ao trabalho e livre de todos os medicamentos que os médicos receitaram.

 

     Conviver com a dor de cabeça fazia da vida da Telma, uma vida de sofrimento. Conviveu 17 anos com a enxaqueca.  Nesse caso, também receitaram-lhe analgésicos para a dor, remédio para dormir, antidepressivo e até relaxante muscular.

 Dentro de uma semana com ajuda da Fitoterapia, ela teve uma melhora acentuada e em três semanas ficou livre de todos os medicamentos que os médicos receitaram. Voltou a trabalhar, pois a quatro anos ela havia deixado o emprego porque a dor tinha se aentuado e passaram a ser diárias e as reações colaterais dos medicamentos causaram-lhe uma gastrite, tremores e sonolência.

 

       Uma senhora sofreu fratura do fêmur o que desencadeou uma trombose. Estava sob uso de medicação forte (morfina) para o controle da dor. Conseguiu o controle da trombose, a suspensão do uso da morfina e do anticoagulante com ajuda da Fitotermoterapia. Nesse caso o alívio da dor ocorreu em 56 minutos e o Trombo se desfez com o tratamento.

 

     Mulher submeteu-se a uma cirurgia de histerectomia, depois de 48 dias, ainda estava com o corte cirúrgico aberto. Havia um quadro infeccioso que resistia ao antibiótico que estava sendo usado. Com ajuda da Fitoterapia, a infecção foi controlada e promoveu-se a cicatrização em uma semana.

 

    Aos 74 anos, uma senhora com artrose nos joelhos e degeneração em todas as vértebras, teve até indicação de cadeira de rodas, pois não conseguia mais andar, sentia dores permanentes. Em dois meses, livrou-se das dores, usando Fitonutrientes e a Fitotermoterapia.

 

   Outra senhora, com artrose nos joelhos e degeneração em várias vértebras, usava bengala.Tinha dificuldade para andar, sentia dores permanentes.  Em dois meses, livrou-se das dores e aposentou a bengala com ajuda da Fitoterapia.

 

       Mais de uma centena de mulheres afetadas pela endometriose, após submeterem-se a diversos tratamentos, inclusive inseminação artificial, sem resultado algum, puderam, além de controlar a endometriose, se tornar mães com ajuda da Fitoterapia.

       Inclusive uma dessas mulheres é esposa de um médico que trabalha com a inseminação artificial. Mas seu procedimento não conseguiu realizar o sonho de sua esposa de ter um filho. A Fitoterapia a ajudou a ter um casal.

 

   Uma senhora que devido a um esporão de calcâneo, não conseguia sequer colocar o pé no chão. Estava desiludida com as 99 sessões de fisioterapia feitas e, pasmem até aplicações de radioterapia o médico indicou e foi realizado, sem exito. Com ajuda da Fitotermoterapia pode, enfim voltar a caminhar e viver sem dor.

 

Sabe aquelas dores que há anos lhe faz sofrer, a solução dela esta numas sessões de Massoterapia e na Fitoterapia que deveria ser oferecido no Centro de Terapias Naturais.

A solução para acabar com o sofrimento de milhares de pessoas é oferecer tratamentos que realmente funcionam, como a fitoterapia, a massoterapia e a acupuntura..... e etc.

 

     A mulher que gemia de dor na coxa por causa de um tumor, há 34 dias. Mesmo sob o uso de doses fortes de morfina não podia sequer sentir o toque da roupa. Com ajuda da Fitotermoterapia em quarenta minutos se livrou da dor e em dois dias o tumor desapareceu.

 

    Uma menina (bebê) de quatro meses, com fortes dores no ouvido chorava, há 58 dias. Seus pais estavam desesperados porque os médicos que a consultaram disseram que não sabiam mais o que fazer, já que, a dor de sua filha não respondeu a nenhum tratamento. Em 40 minutos teve sua dor eliminada.

 

Todos sabemos o quanto é aflitivo ver uma criança sofrendo de dor.

       Pedro é um bebê de 1 ano e 4 meses, que há 7 meses vinha sofrendo de dor de ouvido, foi ao médico que constatou uma otite. Ele sentia muita dor e chorava sem parar.... Felizmente, o Pedro teve sua dor aliada no mesmo dia que iniciou um tratamento natural e em uma semana teve a inflamação controlada.

     O tratamento da otite pela medicina convencional é feito com antibióticos e a dor é controlada com analgésico. Ver uma criança sofrer de dor e tomar antibiótico forte durante 7 meses é angustiante para os pais. Uma das situações mais incômodas para as crianças é a dor de ouvido.

     Além dos tratamentos convencionais que demoram para fazer efeito e são pouco eficazes, existem tratamentos naturais muito eficiente que reduz a dor imediatamente e acelera a desinflamação. Melhor ainda, não expõe a criança aos riscos que o antibiótico oferece.

      A solução para acabar com o sofrimento de milhares de crianças que ficam meses e até anos sofrendo por conta de uma otite é oferecer tratamentos que realmente funcionam.. Por isso, devemos exigir que esses tratamentos sejam oferecidos na saúde pública.

 

         A Professora que aos 58 anos já estava usando uma bengala, pois a cartilagem do seu joelho direito estava com uma acentuada degeneração, devido a uma artrose. Seu médico já havia sugerido a colocação de uma prótese, e ela vinha pensando seriamente nisso. No entanto, o médico alertou que a prótese duraria entre 8 e 12 anos.

    O que fazer? Submeter a um procedimento que seu beneficio podia durar tão pouco tempo. Ela estava decidida a fazer todo o possível para adiar a cirurgia, mas não à custa de sua qualidade de vida. Pouco mais de um mês após iniciar um programa vida saudável com suplementação nutricional com fitonutrientes, ela já podia sentir e constatar melhoras. Tornou-se muito mais ativa e sentia menos dor. Parou de usar a bengala. Dependia menos dos remédios e conseguia fazer mais coisas do que lhe fora possível por anos. O mais animador para a professora Alice foi  ir ao seu médico e fazer novos exames e compararem com os que ela havia feito a dois anos atrás com o atual e viram a melhora. Ela comemora cada ano que passa como mais um ano de adiamento da prótese. Apresentou  melhora no outro joelho que também já tinha um desgaste bem significativo.
         

 

  Nesse caso, apesar da pessoa ter 78 anos de idade, houve melhora

     Há tempos atrás, recebi um email de uma senhora que dizia: tenho 78 anos estou com artrose nos dois joelhos, bursite, desgaste em várias vértebras da coluna cervical e da lombar. Sofro fortes dores, para caminhar uso andador e quando estou em casa fico a maior parte do tempo na cadeira de roda. Por conta dos problemas no coração, meu cardiologista desaconselha a cirurgia para a colocação da prótese no joelho.

Será que a fitoterapia pode me ajudar? Há algo que pelo menos amenize as minhas dores?

    Hoje, com ajuda da fitoterapia e dos fitonutrientes, ela não precisa mais do andador e nem da cadeira de rodas e também não sente dores.
 

 

 Por causa da asma e de algumas doenças pulmonares crônicas no Brasil, hoje temos milhões de pessoas que depende do uso da bombinha para respirar.
      Mas elas poderão seguir o exemplo da senhora Wilse de 66 anos, que por causa de uma doença pulmonar dependia de fazer uso da bombinhas para respirar. Após realizar um tratamento com a Fitotermoterapia, ela não depende mais da bombinha.
   
Um bom programa de tratamento que proporcionará melhora nos quadros de Asma, tirando milhares de pessoas da dependência do uso da bombinha.









    

 

 

 Muitas doenças, para as quais a medicina convencional receita quase sempre atenuantes de sintomas e paliativos, podem se beneficiar muito das terapias naturais, especialmente a Fitoterapia.

A solução para acabar com o sofrimento dessas milhares de pessoas é oferecer tratamentos que realmente funcionam e são eficazes........

 

   Homem de 54 anos, por conta de um Enfizema Pulmonar tinha muita dificuldade de respirar e não conseguia mais caminhar e tinha dificuldade para dormir (ficada recostado em almofadas), devido a função reduzida do seu pulmão. Com duas semanas de um tratamento com  a Fitotermoterapia surpreendeu o seu Pneumologista ao apresentar melhora da função pulmonar.

Em casos como este, até o momento a Pneumologia não tem meios para conter a evolução do Enfizema e nem formas de aliviar os seus sintomas. Como paliativo foi indicado o uso da bombinha.

 

 

 

 

 

 

Dizem que o tratamento natural é demorado e só serve para doenças simples.

 

Vejam este caso e tirem suas conclusões.

Senhor Adilson, 76 anos, sofreu um acidente há 8 anos e ficou paraplégico. Passou por cirurgias e várias internações por complicações respiratória e do seu quadro.

Precisava ser conectado ao oxigênio várias vezes ao dia para respirar, e sua oxigenação era baixa e mantinha sempre em queda, em média entre 40 e 50 e raramente chegava  a 60.

Pelo fato de ficar sem caminhar e da imobilidade, senhor Adilson sentia suas pernas dormentes e com muitas dores e para dar um pouco de alívio mantém uma bomba para disparar a morfina. Mesmo assim sentia dores.

Por conta da espasticidade e das atrofias dos tendões, nervos e dos músculos, que, apesar das sessões de Fisioterapia resultou em um problema em suas mãos e pés, fazendo com que o sangue circulasse lentamente nesses membros, que ficaram frios, escurecidos e dormentes.

Foram tentados diversos procedimentos para reverter o caso, mas sem sucesso. Uma pessoa lhe sugeriu que procurasse um tratamento natural e deu referência do meu trabalho e passou o contato.

Avaliei o caso e vi que podia fazer algo para ajudar. Iniciei o seu tratamento. Resultado! Na quarta abordagem já estamos presenciando melhora.

Primeiro, a oxigenação já esta em 89, cujo pico se manteve baixíssimo durante os 8 anos. Só precisou do oxigênio 1 vez.

Já não tem mais dormência nas pernas e nos braços, também já diminuiu os disparos da morfina, pois, quase não tem mais dores. Esta dormindo muito bem e sem uso de sonífero.

O melhor de tudo já recuperou alguns movimentos das pernas e dos pés e tem mais facilidade para sentar. OBS: inclusive a Fisioterapeuta já percebeu estas melhoras.

Todo o tratamento de reabilitação feito nele não impediu a evolução dos atrofiamentos e o agravamento do seu quadro. Ao passo que a abordagem que estamos fazendo esta revertendo os atrofiamentos e a espasticidade e promovendo melhora em todo o seu quadro.

È comum ouvir por aí, inclusive de professores de faculdades que ensinam “Fitoterapia” que o tratamento é demorado e só serve para doenças simples. Tirem suas conclusões.

Lembrando que o caso mencionado é o primeiro com paraplegia total que assumi ( tive êxito em muitas centenas de casos com perda parcial de movimento dos membros oriundo de acidente de automóvel e de acidente vascular cerebral, AVC). Por isso, estou vislumbrada com o êxito tido até o momento, dado a complexidade do caso. Com muito prazer em aulas, quero compartilhar as abordagens feitas para que mais profissionais tomem conhecimento, pois em algum momento poderão se deparar com casos idênticos.

OBS: A divulgação desse caso tem apenas o objetivo de mostrar para as pessoas o potencial da Fitoterapia e rebater as informações equivocadas de que esse tratamento age lentamente, é demorado e só serve para doenças simples, tipo dorzinha de barriga. A Finalidade é estimular os profissionais da área da saúde a conhecer este polivalente recurso terapêutico que pode agir mesmo nas condições clínicas complexas e mostrar que ainda se pode fazer algo para dar uma melhor qualidade de vida a quem esta nessas condições.

 

         Uma pessoa portadora de verrugas  que já estava com suas mãos e braços totalmente cobertos por centenas delas. Ela passou  por cirurgias, mas as verrugas voltaram ainda maiores logo após as cirurgias. Fez uso de produtos para essa finalidade, mas não resolveu. Em um mês, livrou-se das verrugas com ajuda da Fitoterapia e não houve recindiva, ou seja as verrugas não reapareceram. No caso dessa pessoa, por ser dentistas, havia uma grande preocupação, porque essas verrugas são contagiosas.

 

     Nos problemas citados, nem os melhores Centros de Medicina do mundo conseguiram curar ou controlar a evolução dos mesmos apesar de utilizar de métodos avançados de tratamentos. Nem mesmo a utilização de células tronco pode curar algumas doenças. Vejam alguns dos casos, os descritos surpreenderam pela sua complexidade.

 

     Ainda assim dizem por ai que não utilizam esse recurso, porque falta fundamentação cientifica, imagine que alguém, nas condições dos casos descritos vai esperar essa tal fundamentação.

 

    As ervas medicinais têm aliviado a dor e controlado a evolução de doenças sérias, até curando-as. Mas a questão é: se eu disser que uma planta apesar de ser usada a centenas de anos cura uma doença, alguém me dirá que não temos estudos clínicos comprovando. As pessoas abalizam as avaliações científicas como a única forma de validar o uso das plantas medicinais.

 

     Saber separar a ciência em si e não aceitar o matematicismo de Descartes é viver a ciência sem ser refém dessa única fonte e sem deixar que a ciência seja a única maneira de validar ou aprovar. Como há um limite, as classificações acabam por ignorar ou excluir importantes resultados obtidos em experimentos populares.

 

      A própria ANVISA e a OMS reconhecem que os estudos clínicos controlados, duplo-cegos, randomizados, de longo prazo, multicêntricos, não são a única forma de garantir a eficácia dos fitoterápicos. E, concordam também, que existe a possibilidade de comprovar a segurança e eficácia de uma planta com base no seu histórico de uso.

 

     Entendo que temos a necessidade de investir em estudos científicos amplos e criteriosos, mas não entendo por que devemos esperar aprovação científica para fazer uso da fitoterapia ou esperar aprovação de um profissional que teve apenas uma formação alopática.

 

   O conhecimento tradicional sobre plantas, perpetuado por raizeiros, é um patrimônio que precisa ser conhecido e valorizado. A OMS também percebeu a importância desse conhecimento e vem estimulando a sua divulgação.

 

A Fitoterapia oferece caminhos alternativos às terapias tradicionais.

    A fitoterapia pode e deve ser utilizada conjuntamente à terapêutica convencional ou quando não se obtém desta os resultados esperados. As plantas têm surpreendido com resultados para doenças nas quais não há mais nada a fazer. O fato é que abordagens terapêuticas feitas com as ervas medicinais realiza curas e têm aliviado uma dor por mais intensa que seja (em poucos minutos), onde nem mesmo a mofina ajudou e também tem controlado a evolução de doenças graves, até curando-as.

 

   O mais importante é que as ervas surpreendem com excelentes resultados, mesmo quando outros recursos já se esgotaram.

 

    Enquanto ridicularizam as plantas medicinais e as práticas naturais milhões de pessoas continuam morrendo ou sendo mutiladas por conta de intervenções e procedimentos  ineficazes aprovadas pela ciência. A vesícula esta com cálculos? Extirpe-a. A perna esta com trombose? Ampute-a. E  assim vai.

 

A solução para muitas das dificuldades enfrentadas pelas pessoas de idade, tais como levantar e abaixar esta numas sessões de massoterapias, que deveria ser oferecidas no Centro de Terapias Naturais.

Umas boas sessões de massoterapia tem melhorado a vida de milhares de pessoas.

Nesse caso, a massagem tem o poder de melhorar tais sintomas por liberar a rigidez das articulações e dos músculos, substituindo por vezes o consumo excessivo de medicamentos.

A melhora do movimento das articulações vai facilitar a atividade de sentar e de levantar.

 

Pesquisar no site

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade