Placa ateromatosa é o termo usado para descrever um acúmulo de detritos, lipídios, tecido fibroso e cálcio nas paredes internas de suas artérias. O acúmulo de placa é chamado de aterosclerose e pode restringir o fluxo sanguíneo para suas células e tecidos. A acumulação de placas pode levar a graves consequências para a saúde, incluindo ataques cardíacos e derrames.

        ScientificAmerican.com afirma que a maioria dos ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais ocorrem quando pequenas placas faz ruptura de repente, levando a um coágulo de sangue que prejudica o fluxo sanguíneo para o coração, cérebro ou outras partes do seu corpo.

         O acúmulo de placas nas artérias é um problema de saúde grave. Infelizmente, os sintomas associados a este problema são raros, e muitas pessoas experimentam um problema de saúde com risco de vida - ataque cardíaco, acidente vascular cerebral - antes de perceberem que têm aterosclerose.

         Os efeitos da aterosclerose diferem dependendo de quais artérias torna-se entupida com placa. Se for as artérias do coração, pode ocorrer um ataque cardíaco. Se for as artérias do cérebro, pode ter um AVC isquêmico transitório ou um acidente vascular cerebral AVC. Se for as artérias nas pernas pode-se desenvolver doença arterial periférica. Pode desenvolver uma protuberância na parede da artéria (aneurisma).

         A aterosclerose desenvolve ao longo de muitos anos, e os casos leves de aterosclerose são muitas vezes assintomáticos. Fatores de risco importantes para a aterosclerose incluem hipertensão arterial prolongada, diabetes, obesidade e tabagismo.

         Uma artéria torna-se entupida quando um acúmulo de placa se forma nas paredes internas. A placa consiste de cálcio, gordura, colesterol e resíduos celulares. Se você tem artérias obstruídas devido a má alimentação e escolhas de estilo de vida, você está em um risco aumentado de ter um ataque cardíaco, derrame ou sofrimento de insuficiência cardíaca.

Medicamentos, stents e angioplastias com balão ou ponte de safena são tratamentos usados ​​para limpar artérias, mas elas novamente, voltam a entupir .

       Mesmo as pessoas que não têm sintomas de doença cardiovascular podem desenvolver aterosclerose silenciosa e progressiva à medida que envelhecem. Derivada das palavras gregas que significa "pasta dura", a aterosclerose é uma condição inflamatória crônica que afeta o interior das artérias, que se tornam rígidas, entupidas e disfuncionais. Consistindo de colesterol, detritos celulares e outros componentes, a placa aterosclerótica bloqueia o fluxo de oxigênio vital e nutrientes para os tecidos em todo o corpo.

 

A aterosclerose é encontrado em 80 a 90% das pessoas com mais de 30 anos em alguns países. Contribui para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, que é a principal causa de morte em pessoas com mais de 45 anos.

 

 

         Uma alimentação com muita gordura aumenta o nível de colesterol no sangue, isso pode acumular dentro dos vasos sanguíneos e se transformar em placa. Alterações alimentares podem melhorar a aterosclerose, e algumas ervas e aminoácidos têm mostrado promessa em ajudar a reduzir a placa arterial.

 

Ervas podem remover a placas ateroscleróticas do corpo?

Certas ervas podem possuir a capacidade de tratar a aterosclerose ou evitar que esta condição se desenvolva.

Vários fitossubstâncias possui propriedades anti-ateroscleróticas e ser útil no tratamento ou prevenção da  De acordo com estudos algumas ervas e alimentos vão ajudar o corpo a manter a função circulatória normal e ajudar a reduzir a progressão da aterosclerose.

 

          É importante acentuar no hábito alimentar diário o uso das plantas medicinais, alimentares e as fitossubstâncias que tiveram suas eficácias antiplaquetária, antitrombótica, vasodilatadora, antihipertensiva, antiaterogênica, anticoagulante e anti-inflamatórias confirmadas. Há  vários estudos que indicam evidências de eficácias de Fitossubstâncias  com as ações acima relacionadas.

A lista das fitossubstâncias com essas acões farmacológicas acima mencionadas, bem como os links das evidências científicas dos respectivos estudos, já estão disponíveis apenas para os alunos do curso de Fitoterapia online e dos colaboradores financeiros do site tiaxica.com
 

 

O extrato de alho envelhecido e a coenzima Q10 têm um efeito benéfico na elasticidade vascular e na função endotelial em bombeiros com alto estresse ocupacional.

Pubmed 22858191 Publicado / 07/2012 Tipo de Estudo: Estudo Humano

 

Extrato de alho envelhecido suplementado com vitaminas B, ácido fólico e L-arginina retarda a progressão da aterosclerose subclínica.

Pubmed 19573556 Publicado 01/02/2004 Tipo de Estudo: Estudo Humano

 

O ácido ascórbico reverte a disfunção vasomotora endotelial em pacientes com doença arterial coronariana.

Pubmed 8653830 Publicado 15/03/ 1996 Tipo de Estudo: Estudo Humano

 

Avenanthramides (AV), alcalóides que ocorrem apenas na aveia, pode ter atividade anti-aterosclerótica como exibido pela sua biodisponibilidade e capacidade antioxidante em idosos saudáveis.

Pubmed 17513394 Publicado 01 / 06/ 2007 Tipo de Estudo : Estudo Humano

 

 O consumo de polifenóis de azeite diminuiu as concentrações plasmáticas de LDL ea aterogenicidade de LDL em homens jovens saudáveis.

Pubmed 26136585 Publicado 30 / 06 / 2015 Tipo de Estudo : Estudo Humano

 

A suplementação dietética com selênio e coenzima Q10 combinada reduziu a resposta inflamatória em humanos idosos.

Pubmed 26375288 Publicado 31 /12 / 2014 Tipo de Estudo : Estudo Humano

 

A suplementação de ácido fólico melhorou significativamente a disfunção endotelial em pacientes com aterosclerose coronariana.

Pubmed 10987596 Publicado 01 / 09 / 2000 Tipo de Estudo : Estudo Humano

 

O extrato de proantocianidina da semente de uva teve efeitos benéficos na progressão de placas ateroscleróticas da carótida.

Pubmed 26345394 Publicado: 30 /06 / 2015 Tipo de Estudo : Estudo Humano

 

As catequinas de chá verde são eficazes na redução do risco de aterosclerose associado ao estresse oxidativo.

Pubmed 26773777 Publicado 31 / 12 / 2015 Tipo de Estudo : Estudo Humano

 

As catequinas de chá verde melhoram a disfunção endotelial do antebraço humano e têm efeitos anti-ateroscleróticos em fumantes.

Pubmed 20134098 Publicado D04 / 02 / 2010 Tipo de Estudo : Estudo Humano

 

A suplementação com vitamina B em complexos de alta dose reduz significativamente a progressão da aterosclerose subclínica em estádios iniciais em indivíduos saudáveis. Pubmed 19118243 Publicado 01 / 03 / 2009 Tipo de Estudo : Estudo Humano

Espero que a lista possa ajudá-lo.

Obs: há mais estudos como estes acima relacionados mostrando outras fitossubstâncias que ajudam na prevenção e na melhora da doença, mas estão disponíveis apenas para os alunos do curso de Fitoterapia online e dos colaboradores financeiros do site tiaxica.com

 

Ao clicar nos números grifados você será direcionado ao resumo da publicação científica.

 

 

 

O que causa aterosclerose?

Não se sabe a causa exata da aterosclerose, mas sabe-se o que a faz piorar. Muitos pesquisadores acreditam que ela começa com uma lesão na camada interna da artéria, conhecido como o endotélio. Os pesquisadores acreditam que os seguintes fatores contribuem para o dano:

  • Pressão alta
  • Colesterol LDL elevado ("mau")
  • Fumar
  • Diabetes
  • inflamação
  • Sobrepeso ou obesidade
  • alimentação errada  e insalubre
  • Falta de exercício
  • História familiar de doença cardíaca
  • Um acúmulo de homocisteína. Um aminoácido produzido pelo organismo e é um fator de risco para a doença de coração.
  • Independente de seus efeitos regressivos na placa, as estatinas promovem a calcificação do ateroma coronariano.

    Pubmed 25835438 Publicado Abr 06, 2015 Tipo de Estudo : Estudo Humano

 

         Aterosclerose: Os cientistas descobriram que a homocisteína elevada era um fator de risco tão grave para a aterosclerose quanto o tabagismo ou níveis elevados de lipídeos, e que dramaticamente agravava o risco associado ao tabagismo ou à hipertensão. Em um estudo, cada aumento de 5 μmol / L no nível de homocisteína levou a um risco aumentado de 30% de aterosclerose grave. Além disso, os pesquisadores descobriram que as pessoas com níveis mais elevados de homocisteína tinham artérias mais bloqueadas do que as pessoas com níveis mais baixos de homocisteína.

        Aterosclerose: Elevada homocisteína pode acelerar a progressão da aterosclerose. Um estudo mostrou que a aterosclerose progrediu 35% ao ano para pacientes com níveis elevados de homocisteína (maior ou igual a 12 μmol / L), mas apenas 17% ao ano em pessoas com níveis inferiores a 12 μmol / L.

       Felizmente, podemos modular os níveis elevados de homocisteína usando terapias de ervas medicinais e nutricionais, como vitaminas B6 e B12, ácido fólico e trimetilglicina. Estas importantes estratégias podem nos ajudar a evitar a grande variedade de doenças que estão relacionadas aos níveis excessivos de homocisteína.

 

 

Cuidado preventivo

  • Ter um estilo de vida saudável pode ajudar a prevenir a aterosclerose.
  • Pare de fumar.
  • Exercício pelo menos 30 minutos por dia, 6 dias por semana.
  • Manter um peso normal ( perder peso se você precisar).
  • Reduzir o estresse.
  • Comer alimentos saudáveis, como frutas, vegetais e grãos integrais que são ricos em fibras.
  • Se você tem pressão alta, colesterol alto, diabetes ou outra condição crônica, trabalhe com seu médico para mantê-lo sob controle.

 

Opções de tratamento

Escolhas de estilo de vida saudáveis ​​são importantes na prevenção e tratamento da aterosclerose.

Seu médico pode prescrever medicamentos para diminuir o colesterol ou pressão arterial e para evitar complicações.

Nutrição e fitosubstâncias podem ajudar a reduzir o risco quando usado junto com certos medicamentos.

Algumas ervas na forma de chá também demonstraram  que pode reduzi os níveis de colesterol e reduzi o risco de doença cardíaca.

 

     Estatinas: Estas são geralmente os remédios receitados pelo médico. Mas, estudos sugerem que as estatinas reduzem eventos cardiovasculares em apenas 20 a 30%, deixando que pelo menos 70% dos eventos continue a ocorrer. Os efeitos colaterais podem incluir miosite (inflamação dos músculos), dores nas articulações, dores no estômago e danos no fígado. As estatinas incluem: Lovastatina (Mevachor), Pravastatina (Pravachol),  Rosuvastatina (Crestor), Sinvastatina (Zocor), Atorvastatina (Lipitor), Fluvastatina (Lescor)

Derivados do ácido fíbrico: Estes medicamentos são eficazes na redução dos níveis de triglicérideos e moderadamente eficazes na redução da LDL. Eles são usados ​​para tratar triglicérides elevados e HDL baixo em pessoas que não podem tomar niacina. Os efeitos colaterais incluem miosite, dor de estômago, sensibilidade ao sol, cálculos biliares, batimentos cardíacos irregulares e danos ao fígado.

 

       Existe uma tendência do médico para medicação farmacêutica (muitas vezes com efeitos colaterais muito indesejáveis) sem abordar hábito alimentar e estilo de vida. A pressão de sangue elevada é uma condição séria e exige a avaliação médica, mas o acompanhamento do nutricionista e do fitoterapêuta é eficaz para orientar outras formas de baixar o colesterol e diminuir as placas de ateromas de maneira natural.

 

      A aterosclerose não é simplesmente um acúmulo de gordura arterial, é o acúmulo de tecido cicatricial nas paredes das artérias. As paredes arteriais danificadas começam a acumular placa, o que, por sua vez, limita o fluxo sanguíneo. Como a cirurgia pode arriscar a ruptura dessas artérias já enfraquecidas, a alimentação saudável e as ervas medicinais é a maneira ideal de tratar e prevenir a aterosclerose.

      Entre as intervenções nutricionais mais importantes estão aquelas que limitam os alimentos que causam inflamação prejudicial à artéria. De acordo com um estudo publicado em 2004 no "American Journal of Clinical Nutrition", as gorduras trans e alimentos inflamatórios estão positivamente associadas à inflamação sistêmica de todo o corpo.

 

   O Instituto Nacional do Coração, Pulmão e Sangue afirma que a dieta e o exercício físico são duas das melhores mudanças de estilo de vida que você pode fazer para tratar a aterosclerose.

 

Muitos deliciosos alimentos naturais podem ajudar a parar a progressão da aterosclerose e até mesmo limpar as artérias obstruídas.

 

Pesquisar no site

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade