Nesse suco que eu chamo de coquetel da vida, tem Ora-pro-nobis, Beldroega, Alecrim, Abacaxi e o chá frio ou gelo de Gengibre, ambos tem alto valor nuticional e medicinal Veja aqui o  potencial da ora-pro-nobis 

A maioria das pessoas não sabem que a bromelaína presente no abacaxi tem a capacidade de aumentar a absorção de outros nutrientes e medicamentos, devido à sua capacidade de modular a permeabilidade intestinal.

A eficácia do gengibre e o seu potencial terapêutico é surpreendente.  A lista de benefícios já confirmados em evidências científicas é tão grande que temos a certeza que, o gengibre é indispensável em nosso dia a dia. Por conta disso, faz parte desse coquetel.  

O extrato de alecrim contém mais de duas dúzias de antioxidantes. Podemos criar o hábito de adicionar uma colher de chá de alecrim fresco nas saladas, ou tomar no suco.

 

Atenção: o gengibre pode ser na forma de gelo, veja como elaborar em cubo-de-gelo-de-chas-e-frutas

Receita - Para  500ml de suco, nessa receita tem 12 folhas de ora-pro-nobis,  20 folhas de beldroega, 12 folhas de alecrim fresco e 2 fatias larga de abacaxi e 100ml de água. Bato no liquidificador. Acrescento mais 200ml de água e duas pedras de gelo de gengibre.

Esta quantidade eu faço para duas pessoas. Tomamos em porções de meio copo por vezes.

 

A Formidável Beldroega com benefícios de saúde extraordinários

     A beldroega é uma daquelas plantas que a maioria das pessoas chama de “mato”. O que é considerado uma erva daninha para alguns pode ser um poderoso remédio para os outros. Valiosa em muitas culturas em todo o mundo, esta suculenta fornece uma variedade de vitaminas, minerais, fitonutrientes e antioxidantes.

      Além disso, há muitas outras razões cientificamente apoiadas para adicionar este vegetal  incrível à sua alimentação. Foi confirmado que Beldroega é um alimento nutritivo rico em ácidos graxos ômega-3 e antioxidantes. Folhas macias e suculentas têm mais ácidos graxos ômega-3 do que os óleos de peixe.

 

 

            São plenas as justificativas para mencioná-la: seu valor nutricional, importância cultural na manutenção da sabedoria popular e a própria diversidade alimentar. Um fato que me impressiona ao tomar ciência das descobertas feitas por essas pesquisas  foi saber que estamos perdendo nossa diversidade alimentar.

          Quando esta "erva" incomum tornou-se objeto de estudo científico, os pesquisadores ficaram encantados com o que encontraram. Este vegetal tem altos níveis de ácidos graxos ômega-3, bem como quantidades significativas de fibras, vitamina A, vitamina C, B-família vitaminas, ferro, magnésio , manganês, potássio, cálcio e cobre. Além disso, os pigmentos betalain (compostos antioxidantes poderosos) e carotenóides completam este verdadeiro tesouro de nutrientes e compostos orgânicos benéficos. Os pesquisadores vêem evidências de que o consumo da Beldroega reduz a pressão arterial e os níveis de colesterol, assim como tornam o sangue menos propenso a formar coágulos.

Alguns dos benefícios para a saúde da Beldroega incluem sua capacidade para ajudar a perder peso, aumentar a saúde do coração, ajudar no desenvolvimento das crianças, o tratamento de certas doenças gastrointestinais, prevenir certos tipos de câncer, proteger a pele, aumentar a visão, fortalecer o sistema imunológico, construir ossos fortes e aumentar a circulação.

 

          Os fãs de dieta alcalina podem se alegrar, pois a Beldroega oferece quatro vezes o poder alcalinizante do que o suco de limão puro.

 

Saúde do Coração

       Em termos de aumentar a força de seu sistema cardiovascular, a Beldroega pode ajudar de várias maneiras. Mais notavelmente, os pesquisadores ficaram surpresos quando viram os níveis muito elevados de ácidos graxos ômega-3 na Beldroega, mais elevados do que em alguns óleos de peixe , que são amplamente consideradas a melhor fonte para estes ácido benéficos. E ela está sendo ainda mais valorizada por ser um dos poucos alimentos de origem vegetal que é grande fonte do ácido graxo ômega 3, necessário para a boa manutenção da saúde. Ômega-3 ajudam a reduzir a quantidade de "mau" colesterol no organismo e promover um equilíbrio de colesterol saudável em nossa corrente sanguínea.

      Consumindo alimentos que são ricos em ômega-3 foi mostrado para reduzir significativamente a doença cardiovascular, bem como a aterosclerose, impedindo assim os ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais. Além disso, o potássio encontrado na Beldroega pode reduzir a pressão arterial devido ao seu comportamento como um vasodilatador, o que significa que relaxa os vasos sanguíneos e reduz a pressão sobre o coração.

 

Perda de peso

       Beldroega é muito baixa em calorias , mas é embalado com fibra alimentar rico em FITOnutrientes. Isso significa que as pessoas podem se sentir saciadas depois de uma refeição de Beldroega, ajudando assim as pessoas que estão lutando para perder peso ou manter suas dietas.

 

Desenvolvimento Infantil

       Embora a investigação ainda está em curso, os primeiros estudos têm demonstrado que altos níveis de ômega-3 em crianças pequenas resultaram em uma diminuição de certas perturbações do desenvolvimento, incluindo o autismo, ADHD, e outras questões que afetam milhões de crianças em todo o mundo.

 

Doenças gastrointestinais

     Algumas pessoas podem não valorizar tratamentos alternativos para as suas várias condições de saúde, mas na medicina tradicional chinesa, a Beldroega é amplamente usada para tratar de tudo, desde diarreia e sangramento intestinal, hemorroidas e disenteria. Infelimente, a medicina ocidental não sabe que a Beldroega atua de forma eficaz para uma ampla variedade de condições intestinais. Esses benefícios são atribuídos principalmente à presença de tantos compostos orgânicos benéficos encontrados na Beldroega, incluindo, ácido málico, ácido cítrico, alanina, glicose e muitos outros.

 

Pele

       A Beldroega pode tratar uma grande variedade de condições de pele também. A vitamina A na Beldroega juntamente com outros fitonutrientes podem ajudar a reduzir a inflamação quando aplicado topicamente a picadas e mordidas. Além disso, estimular a cicatrização celular, diminuir cicatrizes. Os altos níveis de vitamina A, combinado com o coquetel de compostos encontrados neste vegetal pode ajudar a reduzir a inflamação em picadas de abelhas quando aplicados topicamente, mas também pode aumentar a aparência saudável da pele, reduzir rugas, E estimular a cicatrização de células da pele para remover cicatrizes e manchas quando consumido.

 

Prevenção do Câncer

       Uma das doenças mais comuns e trágicas no mundo de hoje é o câncer, portanto, qualquer item alimentar anticancerígena é muito elogiado. A Beldroega tem níveis significativos de vitamina C e vitamina A, ambas as quais funcionam como antioxidantes para prevenir certos tipos de câncer, especialmente câncres do pulmão e oral. Entretanto, a Beldroega contem também os compostos do pigmento do Betalain. As Betacianinas e as Betaxantinas têm sido diretamente relacionadas com efeitos antimutagênicos no organismo, o que significa que eles impedem que os radicais livres causem mutações em células saudáveis, ajudando assim a prevenir o desenvolvimento de câncer.

 

Visão melhorada

      Tanto a vitamina A como o beta-caroteno têm sido associados à saúde ocular. Estudos mostram que a Beldroega pode ajudar a reduzir o risco de degeneração macular e catarata, eliminando os radicais livres que atacam e danificam os olhos e podem causar doenças relacionadas com a idade. O reforço na Visão:  Beldroega pode ajudar a prevenir a degeneração macular e catarata, eliminando os radicais livres que atacam as células do olho e causar essas doenças comumente relacionadas com a idade.

 

Ossos fortes

       A gama de minerais presentes na beldroegas torna-a uma escolha saudável para as pessoas que querem proteger seus ossos. Cálcio, magnésio, ferro e manganês são todos os elementos necessários para desenvolver o tecido ósseo e acelerar o processo de cicatrização dos ossos do nosso corpo. Isto pode ajudar a prevenir a osteoporose, uma condição relacionada com a idade comum que afeta milhões de pessoas. A grande variedade de minerais que age em conjunto, ajuda para proteger os ossos. Os elementos necessários para a construção de tecido forte incluem cálcio, magnésio, ferro e manganês.

 

Melhoria da circulação

        O alto teor de ferro e cobre na Beldroega irá estimular a produção de glóbulos vermelhos. O ferro e o cobre ajudam a estimular a produção de glóbulos vermelhos. Ambos os minerais são essenciais para aumentar a circulação, o que significa que mais de oxigênio a ser entregue às partes essenciais do corpo. Devido a esses minerais, há mais oxigênio sendo entregue a partes essenciais do corpo, juntamente com o aumento da velocidade de cicatrização de células e órgãos, melhoria da eficiência metabólica e até aumento do crescimento do cabelo.

 

O que torna esta verdura tão poderosa?

Antioxidantes

          Você provavelmente já ouviu a palavra antioxidante antes. Estes ajudam a combater os radicais livres que causam danos celulares. Na verdade, antioxidantes podem ajudar a protegê-lo de condições graves, como doença cardíaca, diabetes e degeneração macular. Beldroega é rica em vitaminas A, C e E, que são conhecidos por sua potência antioxidante. Além disso, esta erva comestível também contém dois pigmentos alcaloides de betalain, betacianins e betaxantinas, que também atuam como antioxidantes. Os antioxidantes também ajudam a proteger de certos tipos de câncer, especificamente câncer pulmonar e oral.

Os betacianins e as betaxantinas têm um impacto antimutagênico no corpo, pois impedem que radicais livres causem mutações em células saudáveis. Isso "evita" o desenvolvimento do câncer.

      Além de conter os flavonóides anticancerígenos kaempferol, apigenina, luteolina e quercetina, este super vegetal também oferece 17 vitaminas e minerais, ácidos graxos ômega-3, poderosos antioxidantes e quatro flavonóides únicos para o portlucanonas.

E os seus incríveis benefícios para a saúde não param por aí.

         Já foi demonstrado em ensaios clínicos para ajudar os adultos com diabetes tipo 2, diminuindo significativamente o açúcar no sangue, colesterol, triglicérides e até mesmo ajudou a perder peso!

       A Beldroega também demonstrou poderosas propriedades anti-inflamatórias, antibacterianas, antifúngicas e antivirais, e foi mostrado para aumentar a imunidade aumentando o número de glóbulos brancos em ratos). 

 

 

 Simplificando, esta planta traz muitos benefícios de saúde impressionantes.

          "É uma planta milagrosa", disse o Dr. Artemis Simopoulos, presidente do Centro de Genética, Nutrição e Saúde de Washington, que descobriu enquanto trabalhava nos Institutos Nacionais de Saúde que a planta possuía o maior nível de ácidos graxos ômega-3 de qualquer outra planta verde. Sua pesquisa foi relatada pela primeira vez no New England Journal of Medicine no final da década de 1980, mas levou tempo para que a consciência nutricional e a cultura alimentar se recuperassem. Pelo menos nos Estados Unidos.

      Beldroega é comida há séculos em diversos lugares do mundo. Os componentes nutricionais da Beldroega nos fornecem uma maior proporção de nutrientes do que os vegetais que comemos hoje, por isso é bom incluí-los em sua alimentação diária, tanto quanto possível.

     Segundo o estudo a Beldroega é a fonte mais rica de ácidos graxos ômega-3 de qualquer vegetal de folhas verdes examinado até o momento.Nós podemos ter tudo isso no nosso quintal, e podemos comê-la, e é mais barato do que o óleo de peixe.Omega-3 deve ser consumido através dos alimentos que comemos porque o corpo não os fabrica.

        Cientistas também relatam que a beldroega tem 10 a 20 vezes mais melatonina do que qualquer outra fruta ou vegetal que conhecem e testaram. A melatonina foi mostrada para ajudar o corpo a manter o câncer longe.

 

 


 

 

        A Beldroega é uma fonte de ácido alfa-linolênico, ou ALA. Estudos que investigam a notável longevidade e baixa taxa de doenças cardiovasculares entre as pessoas que vivem na ilha grega de Creta sugerem que a ingestão elevada de ALA de alimentos como beldroega, nozes, figo pode ser um dos elementos que contribui para excepcional saúde cretenses. Da mesma forma, a população idosa da ilha de Kohama, no Japão, famosa por ter uma expectativa de vida excepcionalmente longa e uma das mais baixas taxas de mortalidade por doença coronariana no mundo, tem altas concentrações de ALA no seu sangue.
Na verdade, a Beldroega é a mais rica fonte de ômega-3 ácidos graxos entre cultivados vegetais de folhas verdes. Tem gosto semelhante a rúcula.
          Eu não sou um fã do termo "superalimento", mas em comparação com as coisas como couve, quinoa, e o Açaí, a Beldroega merece uma menção. Os componentes nutricionais de alimentos selvagens nos fornece uma maior proporção de nutrientes do que os vegetais que comemos hoje em dia, por isso é bom incluí-los na alimentação diária, tanto quanto possível.

Para alguns, a Beldroega pode ser bastante incômodo espalhando ao longo de um espaço de jardim, mas para outros é valorizada entre as variedades verdes silvestres comestíveis como uma folha vegetal nutritiva.
 
Uma porção de 100g de Beldroega:

 (cerca de 1 copo) contêm 300 a 400 mg de ácido alfa-linolênico. Um copo de folhas cozidas contém 90 mg de cálcio, 561 mg de potássio, 14,8 mg de Glutationa e mais de 2.000 UI de vitamina A, 1,9 mg de betacaroteno E e  26,6 mg de vitamina C.

       A Glutationa é um antioxidante importante, assim como beta-caroteno. O teor de betacaroteno no herbívoro é equivalente ao das cenouras, que são consideradas uma fonte primária do nutriente.

       A única desvantagem potencial que os investigadores encontraram na Beldroega é seu alto teor de ácido oxálico, o que pode agravar a formação de oxalatos no corpo, que fornam pedras nos rins. Uma meia xícara de folhas contém até 910 mg de oxalato, um composto implicado na formação de cálculos renais. Note que muitos vegetais comuns, como o espinafre, também podem conter altas concentrações de oxalatos.

Mas para não abrir mão de aproveitar o potencial nuticional da Beldroega e evitar o acumulo dos oxalatos, vale consumir simultaneamente, uma porção de rabanete ou de couve rábano. Estes vegetais eliminam os oxalatos.
 

 

Beldroega tem um perfil nutricional muito impressionante que inclui muitas substâncias de valor terapêutico variado:

    rica fonte de potássio (494 mg / 100g)

    rica fonte de magnésio (68mg / 100g)

    contém cálcio (65mg / 100g)

    contém vitaminas C, A e E

    contém ácido alfa linolênico (ALA) e ácido gama-linolênico (LNA)

    contém alfa-tocoferol e ácido ascórbico

 

Beldroega  exibe efeitos analgésicos e anti-inflamatórios.

Pubmed 11090998 Publicado 01 / 1/2000  Estudo Animal

 

Beldroega tem um efeito broncodilatador em vias aéreas de pacientes asmáticos.

Pubmed: 15182905 Publicado 01 / 07/ 2004  Estudo Humano

 

Beldroega contém uma variedade de compostos com atividade antoxidante significativa.

Pubmed 19140117 Publicado 01 / 07 / 2009 Estudo In Vitro

 

Beldroega exibe atividade anti-inflamatória.

Pubmed 10925396 Publicado 01 / 07/ 1990 Estudo In Vitro

 

Beldroega tem propriedades relaxantes musculares associados com seu alto teor de potássio.

Pubmed 8145575 Publicado 01 / 12/ 1993 Estudo In Vitro

 

Beldroega é uma fonte de uma variedade de nutrientes benéficos.

Pubmed 1354675 Publicado 01 /08 / 1992 Estudo In Vitro

Obs: há mais estudos como estes acima relacionados, mostrando a eficácia da Beldroega na prevenção e no tratamento de diversas doenças e já estão disponíveis apenas para os alunos do curso de Fitoterapia e para colaboradores financeiros do site tiaxica.com
 

Ao clicar nos números grifados você será direcionado ao resumo da publicação científica.

 

 

 

           O nome científico da Beldroega é Portulaca oleracea. A planta inteira, incluindo as folhas, caule, flores e sementes, são comestíveis e têm sido usados por milhares de anos em diferentes variações.

 

        Em 1699, em seu Discurso de Sallets (talvez o primeiro livro de receitas de alimentos saudáveis), John Evelyn recomendou a Beldroega entre os ingredientes para uma boa salada. Em 2005, em seu novo e delicioso livro, Salads, o chef Peter Gordon faz exatamente o mesmo. Por algum tempo, esta pequena folha suculenta desapareceu de nossa consciência culinária. Dada a seu valor nutricional, sua concentração de vitaminas, nutrientes e fitossubstâncias benéficas é uma satisfação, é uma coisa boa encontrá-la de volta.

        No tempo de Evelyn, a Beldroega foi considerada uma planta benéfica para aqueles que sofrem de artrite, doenças cardíacas e dor de dente. Se essas afirmações são ou não verdadeiras, a Beldroega é uma boa fonte de ferro e vitamina C, e uma das melhores fontes vegetais dos ácidos graxos ômega 3 necessários para manter o coração saudável.

 

 

Fontes:

    University of Illinois extension.

    USDA National Nutrient Database.

    Nutrition to Reduce Cancer Risk.

 

 

Beldroega (Portulaca oleracea, P. sativa) é conhecida como uma erva daninha irritante para muitos, mas na realidade é uma planta carregada com valor nutricional e é realmente um "superalimento".

 

Pesquisar no site

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade