FitoteRmoTerapia

Fito = ervas

  

Termo = calor 

Terapia = tratamento

 

 

Dor aqui, ali e acolá.

Dói-me aqui, me dói ali, dói acolá. Me dói tudo que acho inté que não vou mais aguentá e sem hora marcada, às vezes a danada da dor nos acorda só para atormentá. Dói as nossas juntas e, se juntar à idade, piora muito mais....

Ufa! Chega de Dor

   As pessoas acham que a dor faz parte do envelhecimento, mas não é verdade. Dor é uma sensação desagradável, que varia desde desconforto leve a excruciante. Mas há como controlar e até eliminar a dor, devolvendo a qualidade de vida a pessoa.

 

 

  Fitotermoterapia

É uma alternativa eficaz e segura que elimina uma dor em poucos minutos.

   Com a Fitotermoterapia, uma dor, seja ela incapacitante, crônica, aguda ou lancinante, pode ser eliminada em poucos minutos. Não importa quantos anos tem a dor, ela vai ser eliminada com ajuda da fitotermoterapia.

   Com esse potente recurso terapêutico, a Fitotermoterapia pode-se aliviar ou eliminar uma dor por mais intensa que ela seja e ainda combater processos inflamatórios. Ela é muito eficaz no tratamento das dores, aliviando até dores pós-operatórias ou mesmo dores oncológicas.

 

   A Fitotermoterapia é um recurso inovador e eficiente tem surpreendido e apresentado resultado extraordinário e imediato no alivio de dores, inclusive daquelas dores que nem mesmo a Morfina consegue aliviar.

    O método consegue êxito em 100% dos casos e possibilita a volta da pessoa às atividades normais em poucos dias, dispensando gradualmente o uso de medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios.

 

 

 

Aquela dor crônica no ciático, na coluna cervical, na lombar, no joelho podem ser aliviada em poucos minutos com ajuda da Fitotermoterapia

 

A Fitotermoterapia:

- reduz inflamações;

- reduz hérnia de disco;

- auxilia para soltar e alongar o músculo;

- desfaz a estagnação dos gânglios linfáticos;

- auxilia na drenagem linfática e aumenta a circulação; 

- favorece a dilatação e o relaxamento da musculatura;

- alivia as dores articulares, periarticulares e musculares;

- reduz gordura localizada e desfaz os nódulos da celulite;

- promove alívio na distrofia muscular da esclerose múltipla;

- varizes, varicoses, tromboflebite, flebite, trombose, edemas,

- desfaz inflamações, nódulos, fibroses, fibromas e queloides;

- melhora os movimentos e a circulação dos líquidos linfáticos;

- reduz inflamação de bursite, tendinite, artrite, alivia a fibromialgia;

- favorece a absorção de creme, géis medicinais e aplicação de argila;

- desfaz inflamação do nervo ciático, labirintite, gota, esporão calcâneo;

 

A Fitotermoterapia usa uma forma de cataplasma.

      A Cataplasma foi um recurso muito utilizado na antiguidade para tratamento dos mais variados males, principalmente em processos inflamatórios e sempre foi inspirada na prática empírica de alguns povos.

Nesse processo modernizei a forma de elaborar e aplicar a cataplasma para deixá-la mais eficaz.

 

         A fusão de potentes recursos naturais resultou na fitotermoterapia que é elaborada com componentes que  formam grande sinergia e fortalece a atividade e a ação terapêutica de ambos.

        O procedimento consiste em submeter a parte dolorida, e ou inflamada a exposição de um calor úmido de uma cataplasma medicinal,  que  permite  a  liberação  gradual  da  função analgésica  e anti-inlamatória dos princípios ativos da erva. 

 

      A Fitotermoterapia é um recurso inovador e eficiente contra a dor e tem surpreendido e apresentado resultado extraordinário no alívio até de dores agudas e crônicas.  Com efeito, é um tratamento natural que só oferece benefícios, pois além de suas propriedades antiálgicas, beneficia a circulação e atua como anti-inflamatório tópico, claro, dependendo do ingredientes contido na cataplasma.

      Controla uma dor incapacitante e eliminar até uma hérnia de disco. A melhora da dor e da mobilidade na maioria dos casos é quase instantânea. Se pensarmos em dores crônicas, isso significa uma revolução. Afinal, o uso contínuo de drogas anti-inflamatórias ou analgésicas oferece muitos riscos à saúde do usuário.

 

    Muitas Centenas de pessoas tiveram melhoras de artrose, bico de papagaio (osteofitose), bursite, esporão de calcâneo, fibromialgia, hérnia de disco e tendinite. É um ótimo coadjuvante no tratamento das doenças osteoarticulares e musculares.

     A Fitotermoterapia é também indicada para o tratamento de dores ciáticas, tendinites, bursites e dores comuns das costas ou coluna, mesmo quando estes casos são muito crônicos e se estendem por várias décadas. Lesões por esforço repetitivo (LER) e doenças osteo-muscular relacionada ao trabalho (DORT), mialgias (dores musculares), síndrome do túnel do carpo, tarso, cotovelo de tenista e golfista.

 

Ajudar uma pessoa idosa a melhorar a sua dor lombar é muito fácil para a Fitotermoterapia

 

     A utilização de cataplasma para tratamento dos mais variados males sempre foi feita de forma muito rude, mas hoje, respeitando as tradições, procurei melhorar as que foram úteis, contando com ingredientes e formas mais modernas de elaborar para deixá-las mais eficazes.

     Alguns métodos modernos que vão ao encontro das necessidades de saúde, funcionam melhor do que os antigos. Mas ao longo dos anos, se foi comprovando que, para certas doenças, os remédios caseiros funcionam tão bem como os medicamentos modernos, e às vezes, ainda melhor, como é o caso da Fitotermoterapia.

 

      A cataplasma é uma preparação para uso externo, de consistência cremosa, gelatinosa e ou oleosa.  As ervas que compõem a cataplasma, variam de acordo com o tipo de dor a ser tratada e são devidamente elaborada em um agente carreador para liberar os princípios ativos que efetivamente são absorvidos pela pele.

      Nessa apresentação é colocada sobre a pele e órgãos subjacentes, como se fossem uma compressa. A sua ação foca-se na eliminação de dores, de processos inflamatórios, espasmos musculares, lesões traumáticas, remoção de calosidades e verrugas, entre muitas outras aplicações possíveis.

       Quando aplicada, ela dilata os poros, facilitando a absorção dos princípios ativos das ervas. A ação térmica originada pela temperatura da cataplasma facilita o processo curativo. A temperatura dessas cataplasmas deve ser cuidadosamente controlada, a fim de evitar queimaduras.

 

 

 

 

 

 

 

      A cataplasma aquecida promove a vasodilatação, consequentemente aumenta o fluxo sanguíneo e a irrigação sanguínea permitindo, assim que as substâncias ativas penetrem no organismo e atuem para relaxar os músculos, aliviar as dores, eliminar o edema (inchaço) e as inflamações.

      Entre os muitos efeitos, a Fitotermoterapia quando aplicada sobre o tórax melhorar a função respiratória em asmáticos, têm um efeito anti-inflamatório e relaxante sobre o sistema brônquico,  estimula a oxigenação do tecido pulmonar. Com o uso da Fitotermoterapia, tive exito em pessoas que estavam com o pulmão hiper - inflado e em casos de enfisema pulmonar.

A Fitotermoterapia é um tratamento complementar eficaz para a artrite.

      No tratamento utilizando a fitotermoterapia com duração de 10 dias, resultou numa diminuição da dor e da inflamação e também permitiu uma redução no uso de medicamento.

A Fitotermoterapia pode ser utilizado como um método alternativo para o tratamento da artrite do joelho, da anca e espondilite.

 

 

Cataplasma é um recurso terapêutico

     São numerosas as formas que a Farmacologia usa para introduzir no corpo humano substâncias para tratar as doenças, a cataplasma é uma delas. A Cataplasma é uma forma de aplicar substâncias de ervas externamente a determinadas áreas do corpo. A Farmacologia denomina a cataplasma como uma pasta medicamentosa feita de farinhas, polpas ou pó de raízes e folhas que se aplica sobre alguma parte do corpo dolorida ou inflamada. Faz-se um preparado de consistência pastosa ou gelatinosa para uso externo, destinada a ser aplicada a quente sobre a pele numa parte do corpo como descongestionante local ou como revulsivo.

A composição da cataplasma varia, dependendo da necessidade e do tipo de doença a ser tratada.

 

A cataplasma sempre foi um remédio antigo usado para acabar com inflamações e acelerar cicatrização.

    Na forma de Fitotermoterapia funciona relaxando os músculos e acalmando o tecido inflamado, com dores nas articulações, inflamações, furúnculos e abscessos (acúmulo de pus), deslocamento e muitas outras coisas.

 

A cataplasma pode ser usada para diminuir inflamação e promover o  desbridamento de tecidos necrosados de uma gangrena.

Cito um dos casos que atendi com gangrena.

Rapaz dilacerou o pé em um acidente de moto, após anos de recorrentes infecções e dificuldade de reconstituição dos tecidos ( teve gangrena), já com indicação para amputá-lo, pode enfim ver seu pé restabelecido.  Neste, caso o próprio médico sensibilizado com a gravidade procurou o tratamento para seu paciente.

 

      Em casos de trombose ou numa tromboflebite, a cataplasma vai ajudar na dissolução do trombo e da inflamação.

Diversas pessoas com trombose venosa profunda e obstrução total da veia safena, já com indicação de amputação urgente, tais as gravidades dos casos evitaram esse drástico procedimento também com ajuda da Fitotermoterapia.

A foto é de uma senhora que sofreu fratura do fêmur e na fase de recuperação pós cirurgica, desenvolveu uma trombose.

Ela estava sob uso de medicação forte (morfina) para o controle da dor. Houve o controle da trombose, a suspensão do uso da morfina e do anticoagulante, com ajuda da Fitotermoterapia.

 

Fitotermoterapia elimina dor excruciante causada por tumor na Coluna

      Uma jovem submete-se a 16 cirurgias na coluna para a retirada de um tumor que sempre reincidia, já estava com outra cirurgia agendada, teve a dor e o tumor eliminado com ajuda da Fitotermoterapia. Essa jovem (mesmo sob uso de morfina) tinha dor lancinante 24 hoas por dia.

 

     Tumor de parótida inoperável devido à localização e do quadro clínico do paciente que não podia realizar procedimento cirúrgico por causa de um enfisema pulmonar também foi solucionado. A pessoa tinha dor lancinante que nem mesmo a morfina o aliviava. Sua dor foi abrandada na primeira aplicação da Fitotermoterapia. O tumor foi eliminado com 6 aplicações de Fitotermoterapia.

 

 

Veja o potencial da Fitotermoterapia que ajudou aliviar até dores de tumores cancerigênos.

   Uma senhora de 64 anos (esposa de médico), que estava com câncer nos ossos e fazia uso de morfina em altas doses, relatou alivio da dor e se livrou do uso da morfina com ajuda da Fitotermoterapia.

 

A polivalente Fitotermoterapia ajudou a eliminar hernia de disco e esporão de calcâneo.

    A enfermeira, que devido a um esporão de calcâneo não conseguia sequer colocar o pé no chão, tinha também hérnia de disco. Por causa da hernia e do esporão  sentia dores permanentes. Pode, enfim, voltar a caminhar e viver sem dor. O exame mostra que a hérnia foi eliminada. O esporão também desapareceu.

    Essa senhora não conseguia caminhar. Ela fez diversos tratamentos, inclusive centenas de sessões de acupuntura que apenas, segundo ela apenas promovia  temporariamente o alívio das dores. No tratamento com a fitotermoterapia, além de logo conter a dor, efetivamente eliminou as hernias e o esporão.

 

Fitotermoterapia elimina uma dor lancinante em 40 minutos.

    A mulher que gemia de dor na coxa há 34 dias. Mesmo sob o uso de doses fortes de morfina não podia sequer sentir o toque da roupa. Com a Fitotermoterapia em quarenta minutos se livrou da dor.

 

 

     A Fitotermoterapia é usada sobre a pele e órgãos subjacentes, como se fossem uma compressa e, geralmente, é aplicada morna, sobre inflamações. A sua ação foca-se na eliminação de dores, espasmos musculares, suavização de processos inflamatórios e traumáticos, remoção de calosidades e verrugas, cicatrização de ferimentos, entre muitas outras aplicações possíveis.

    Quando aplicada, ela dilata os poros, facilitando a absorção dos princípios ativos das ervas. A ação térmica originada pela temperatura da cataplasma facilita o processo curativo. Há meios de manter aquecida a cataplasma para torná-la mais eficiente.

    Por exemplo, uma cataplasma bem elaborado promove a vasodilatação, que aumenta o fluxo sanguíneo, e a irrigação sanguínea permite que as substâncias ativas da composição penetrem no organismo e atuem para relaxar os músculos, aliviar as dores, eliminar o inchaço e as inflamações.

 

 

Evolução ou retrocesso?

  Nos últimos anos, a ciência, por meio da medicina, da biologia e da engenharia genética fizeram descobertas inimagináveis. Temos vários exemplos: os transplantes de órgãos, fertilização in vitro e etc.

 Mas uma pergunta precisa ser feita mediante tudo isso: o que se chama de evolução da ciência, da biologia e tecnologia, no que toca a eficácia de um tratamento, de fato, é um progresso ou é um retrocesso?

    Aqui não se trata de ser contra o avanço da ciência, da tecnologia, mas sim a necessidade de um questionamento do como ela está sendo super valorizada. Deve-se reconhecer seus benefícios, porém, sem jamais fechar os olhos para os recursos naturais que em algumas condições são até mais eficazes  e até tem efeito muito mais rápido  do que os métodos modernos.

   Muito se tem falado de avanço, a ciência tem progredido. A palavra avanço indica caminhar para frente. Partindo do significado da palavra, o que muitos estão chamando de avanço da ciência, da tecnologia, da biologia, nada mais é do que um regresso, quando se menospreza recursos que foram muito eficazes. Alguns recursos avançados demoram muito mais tempo para promover o alivio de uma dor de ouvido, por exemplo, ao passo que os antigos usados por minha vó dá resultado instantâneos, eu sempre me vali deles.

   Quando éramos acometidos de dor de ouvido ou garganta era feito uma cataplasma que em poucos minutos aliviava a dor, infelizmente, a mãe moderna corre para o médico e vem com a mão cheia de remédio, que além de demorar para fazer efeito e prolongar o sofrimento, põe a vida do filho aos riscos dos efeitos colaterais.

É direito de cada um buscar o seu caminho. Mas que não menosprezem o que sempre funcionou para aderir as ideias tidas como científicas e modernas.

 

Foram inumeras as vezes que tive que fazer cataplasma no ouvido dos meus irmãos (12 irmão) que acordavam chorando de dor. O bom de tudo era ver o alívio imediato e o cessar do choro. A sensação que a gente sente de tirar a dor de uma criança é indescritível.

 

Cataplasma promove alivio imediato em crianças e adultos com asma e bronquites. Pode e deve ser feita para coadjuvar nos tratamentos, mesmo naqueles casos que já fazem uso da bombinha.


 

 

 

 

 

 

 

 

A Fitotermoterapia, além de ajudar no alívio da dor, auxilia a encurtar o tempo de cicatrização de uma cirurgia.

 

O Brasil gasta muitos bilhões apenas com a manutenção da dor e do sofrimento das pessoas.

       São gastos mais de R$ 10 bilhões em medicamentos por ano no Brasil, segundo o Ministério da Saúde. Outros bilhões também são gastos com as internações hospitalares que poderiam ser reduzidas se optássemos por tratamentos que, em vez de mascarar o sintoma, curam.

 

     Os anti-inflamatórios e os analgésicos sintéticos promovem temporariamente o alívio das dores e redução do quadro de inflamação. Entretanto, no tratamento de doenças inflamatórias crônicas, seu benefício é insignificante, porque não controla efetivamente a sua progressão.

     O público está ciente dos efeitos colaterais que ocorrem com o uso de analgésico, relaxante muscular e anti-inflamatório oral, estão receosos e anseiam por tratamentos não agressivos. Os tratamentos de uso tópico, além de eficazes atuam por favorecer o desaparecimento dos edemas, desidratando os tecidos tumefeitos, por ativação da circulação local, trazem melhoras surpreendentes.

 

      A senhora Wilse de 66 anos, por causa de uma doença pulmonar tinha que fazer uso da bombinhas para respirar. Após realizar um tratamento com a Fitotermoterapia, não depende mais da bombinha. Os resultados dos seus exames deixaram o pneumologista surpreso.

Por causa de algumas doenças pulmonares crônicas no Brasil, hoje temos milhões de pessoas que depende do uso da bombinha para respirar.

Um bom programa de tratamento que proporcionará melhora nos quadros de Asma, tirando milhares de pessoas da dependência do uso da bombinha.

 

      Segundo a Federação Brasileira da Indústria Farmacêutica, os medicamentos mais consumidos, campeões de venda no Brasil e rendem cifras bilionárias aos seus cofres  são: os analgésicos, os relaxantes musculares e os anti-inflamatórios.

 

 

Leve, aguda ou crônica, a dor atinge pessoas de qualquer idade ou grupo social.

      30% dos brasileiros sofrem com dores crônicas. Milhões de brasileiros sofrem de algum tipo de dor relacionada a lombalgia, cervicalgia, bursite, tendinite, etc. Alguns tipos de dores são um legado com o qual grande parte das pessoas tem que lidar diariamente. Entre os reumatologistas e ortopedistas, a tendência é dar essas dores como incuráveis e receitar relaxantes musculares, antidepressivos e até morfina.

   Algumas dores atinge principalmente a população em idade economicamente ativa, podendo ser altamente incapacitante e é uma das mais importantes causas de falta ao trabalho e leva a internamento hospitalar e até procedimentos cirúrgicos.

 

Uma dor nas costas ou nos joelhos, quem nunca sofreu?

   O dificil é convier com diversas dores. No  Brasil  os  índices  de prevalência da dor crônica, caracterizada pelo forte desconforto por um longo período de tempo e alta  reincidência, também  são alarmantes.

   O número de pessoas que padecem em uma rotina interminável de diversas dores crônicas está aumentando cada vez mais. Segundo, dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mais de 50 milhões de pessoas sofrem de dor no Brasil, mas outras fontes dizem que a dor afeta 60 milhões de pessoas no Brasil.

 

 

     As dores com maior incidência, depois dos 60 anos, são: osteoartrose, artrite reumatoide, osteoporose, gota, bico de papagaio (osteofitose), bursite, hernia de disco, esporão de calcâneo, tendinite, bursite e diversas patologias que acometem a coluna vertebral.

     Dos 30 aos 60 anos prevalecem as dores ciáticas, tendinites, bursites, fibromialgia, e dores comuns nas costas ou coluna, lesões por esforço repetitivo (LER) e doenças osteo-muscular relacionada ao trabalho (DORT), mialgias (dores musculares), síndrome do túnel do carpo, tarso, cotovelo de tenista e golfista, disfunção de ATM. Em todas as faixas etárias também ocorre, a lombalgia e a cervicalgia

 

O retrato da dor no Brasil

    São milhões de pessoas convivendo com as dores, as dificuldades e as limitações impostas por elas. E o número daquelas que padecem em uma rotina interminável de dor crônica está aumentando cada vez mais. Dores crônicas como lombocitalgia, artrose e tantas outras já fazem parte da vida de 60 milhões de brasileiros.

     A Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED) estima que cerca de 30% dos brasileiros – ou 57 milhões de pessoas – sofram com algum tipo de dor crônica. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que mais de 50 milhões de pessoas sofrem de dor no Brasil.  

  • 20% dos adultos brasileiros têm artrose segundo dados da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT). Dados do INSS apontam que entre 2010 e 2014, mais de 150 mil pessoas receberam auxilio por estarem inaptas ao trabalho em função da artrose.
  • Reumatismo atinge cerca de 12 milhões de pessoas no Brasil
  • A enxaqueca atinge aproximadamente 30 milhões de pessoas no Brasil, segundo dados da SBC (Sociedade Brasileira de Cefaleia).
  • A fibromialgia, já atinge 10 milhões de pessoas no país.
  • hérnia de disco 6 milhões de brasileiros sofrem, os afastamentos do trabalho entre pessoas de 30 e 50 anos de idade é decorrente da dela.
  • 27 milhões de pessoas sofrem de dores na coluna no Brasil, o que representa mais de 18% da população adulta brasileira. É o que mostra a Pesquisa Nacional de Saúde, realizada recentemente pelo Ministério da Saúde em parceria com o IBGE.

 

     Para tentar se livrar das dores as pessoas no Brasil gastam bilhões de reais ao ano em remédios não comprovados e outros produtos que incluem desde colchões e braceletes magnéticos, bem como em medicamentos sintéticos e em procedimentos pouco eficazes, paliativos.

       Sabe-se também que essas dores geram milhões de consultas médicas e impõe às empresas milhões de dias de trabalhos perdidos anualmente. Os prejuízos econômicos chegam à cifras bilionárias anuais. E quem paga a conta destes afastamentos são as empresas e o governo, através de impostos que pagamos.

      Mais do que pensar na parte financeira é importante pensar no quanto as dores limita a vida das pessoas, já que a maioria delas são dores incapacitantes e leva ao afastamento das atividades de vida diária e do trabalho.

 

 

     As pessoas muitas vezes pensam que os avanços da medicina tem que ser um remédio novo, um novo laser, ou uma intervenção cirúrgica, nas células tronco ou algo caro. Elas muitas vezes têm dificuldade em acreditar que a solução pode vir de coisas simples que pode fazer a diferença.

     Enquanto se contentam com a perspectiva de um futuro "improvável de alivio" de algumas dores através do setor farmacêutico, da terapia genética ou das tecnologias de alto custo, não vêem que o alivio pode estar próxima delas.  As pessoas sofrem e até morrem porque desconhecem que a solução de muitas doenças esta nos recursos naturais.

 

    Um senhor de 54 anos, por causa de um Enfizema Pulmonar tinha muita dificuldade de respirar e não conseguia mais caminhar e tinha dificuldade para dormir (ficada recostado em almofadas), devido a função reduzida do seu pulmão. Como paliativo lhe foi indicado o uso da bombinha.

Com duas semanas de um tratamento com  a Fitotermoterapia surpreendeu o seu Pneumologista ao apresentar melhora da função pulmonar. Em casos como este até o momento a Pneumologia não tem meios para conter a evolução do Enfizema e nem formas de aliviar os seus sintomas.

 

Sabe aquelas dores que há anos lhe faz sofrer, a solução dela esta numas sessões de Massoterapia e de Fitotermoterapia.

A solução para acabar com o sofrimento de milhares de pessoas é oferecer tratamentos que realmente funcionam.

 

 

 

 

     A solução para muitas das dificuldades enfrentadas pelas pessoas de idade, tais como levantar e abaixar esta numas sessões de Fitotermoterapia, que deveria ser oferecidas no SUS.

Umas boas sessões de Fitotermoterapia tem melhorado a vida de milhares de pessoas.

Nesses casos, a Fitotermoterapia vai desinflamar e liberar a rigidez das articulações e dos músculos, substituindo por vezes o consumo excessivo de medicamentos.

A melhora do movimento das articulações vai facilitar a atividade de sentar e de levantar.

 

       As pessoas acham que a dor faz parte do envelhecimento, mas não é verdade.

Se os recursos que são eficazes para desatrofiar, desemperrar e devolver a qualidade de vida, especialmente das pessoas que estão emperradas e tendo que, por exemplo, usar um andador para caminhar fossem implantados nos serviços de saúde  tiraria milhares de  pessoas  desse sofrimento. A limitação dos movimentos devido a dor causa atrofia da musculatura. O problema é que os tratamentos oferecidos pelo sistema de saúde não resolvem a dor.

Dor é desagradável e varia de dor leve a lancinante. Mas há como controlar e até eliminar a dor, devolvendo a qualidade de vida a pessoa e até retirando-as da dependência de um andador, por exemplo.

 

 

Composição de planta por meio da Fitotermoterapia ajuda a recuperar movimentos perdidos com o AVC

      Linimento elaborado de composição de plantas tem ação relaxante e ajuda na recuperação pacientes com o sistema nervoso lesionado por doença vascular encefálica, lesões de medula, paralisia cerebral, traumatismo crânioencefálico, esclerose múltipla, entre outras enfermidades que atingem a via nervosa.

A hemiparesia e a espasticidade decorrentes do acidente vascular cerebral podem ser melhoradas com a Fitotermoterapia. Após a aplicação no sistema nervoso neuromuscular evidencia-se atividade miorrelaxante e antiespasmódica e atividade antinociceptiva. Seu efeito na força muscular em músculos estriados e na espasticidade muscular após AVC é percebido geralmente em uma semana.

 

 

     As fotos abaixo mostram as aplicações mais rudimentares da cataplasma e as aplicações mais modernas.

 

Preparo rudimentar da cataplasma

 

Preparo moderno para cataplasma

 

 

 

 

 

 

 

 

Em época anterior e por falta de recursos modernos utilizei saquinhos iguais a estes que eram enchidos com sal grosso ou areia. Aquecíamos na chapa do fogão a lenha e colocavámos sobre o local da dor.

 

Aplicação rudimentar da cataplasma

 

Aplicação moderna da cataplasma.

 

Aplicação rudimentar da cataplasma

 

 

Aplicações modernas da cataplasma.

 

Aplicação rudimentar da cataplasma

 

Aplicação moderna da cataplasma.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aplicação rudimentar da cataplasma

 

Aqui, usava-se as ervas em sacos de pano que era aquecida e colocada sobre a dor

 

Aplicação moderna da cataplasma.

 

Aplicação rudimentar da cataplasma

 

Aplicação rudimentar da cataplasma

 

Aplicação rudimentar da cataplasma

 

Pesquisar no site

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade