Seguir orientações nutricionais e dos chás para melhorar o sistema cardiológico pode ajudar a reduzir riscos, os sintomas e consequentemente ajudar no controle da pressão.

     A contribuição das ervas e de uma alimentação com fitossubstâncias com ação  antiplaquetária, antitrombótica, vasodilatadora, antihipertensiva, antiaterogênica e anticoagulante vão contribuir para a fortalecimento dos vasos e artérias e será um notável benefício dessas terapias naturais. É realmente triste que a medicina convencional há muito tempo abandonou esta importante opção de tratamento e agora se baseia somente em uso de droga para tratar a hipertensão.

 

Terapias Complementares

  A hipertensão nunca deve ser tratada sozinha com terapias naturais.

     Para evitar as complicações, você deve ser tratado com medicamentos prescritos pelo médico. Alguns tratamentos complementares serão úteis como terapias de suporte ao tratamento médico convencional.

Mesmo que as terapias complementares sejam usadas, os medicamentos prescritos convencionais devem ser tomados exatamente como orientado pelo médico.

 

A pressão arterial mede a força exercida pelo sangue, empurrando para fora em suas paredes arteriais.

      De acordo com a American Heart Association, danos ocorre quando a força do fluxo sanguíneo é alta ao longo do tempo. Isso estica o tecido que compõe as paredes das artérias além de seu limite saudável.

       A pressão arterial é tipicamente registrada como dois números e escrita como uma razão. O número superior (sistólica) mede a pressão nas artérias quando os ventrículos (câmaras inferiores do coração) se contraem. O número inferior (diastólico) mede a pressão nas artérias entre batimentos cardíacos, quando os ventrículos relaxam.

 

            De todas as doenças que compõem a doença cardiovascular, como ataque cardíaco, acidente vascular cerebral, angina de peito, aterosclerose e arteriosclerose - pressão arterial elevada, também conhecida como hipertensão, é a mais comum. Estudos recentes mostram que quase um em cada três americanos têm pressão alta, mas porque não há sinais ou sintomas, quase um terço dessas pessoas são completamente inconscientes de sua condição de saúde. Muitas pessoas têm pressão arterial elevada há anos sem saber disso. Infelizmente, pode finalmente resultar em condições tão graves como doença renal, acidente vascular cerebral, ataque cardíaco e até mesmo a morte.

Pressão arterial elevada significa que uma força excessiva é exercida contra as paredes dos vasos sanguíneos

 

       Existem muitas maneiras de tratar a pressão arterial elevada, incluindo mudanças de estilo de vida e / ou medicamentos. Se você estiver interessado em recorrer a tratamentos com ervas medicinais para baixar a pressão arterial, você tem muitas opções.

 

As ervas medicinais e as plantas alimentares podem ajudar na hipertensão?

É bom lembrar que  um dos recursos que mais pode ajudar na hipertensão é a fitoterapia.

Fitoterapia é o  tratamentos à base de plantas.

      A fitoterapia é um tratamento seguro e eficaz. O uso de ervas ajuda a reduzir a pressão, sendo um bom coadjuvante de uma reeducação alimentar e um programa de hábitos saudáveis.
       A hipertensão é um problema muito sério, mas as ervas também auxiliam no seu controle. No combate à hipertensão, há plantas que tem substâncias que, na dose certa, podem ser mais potentes e mais eficientes do que muito remédios usados hoje.

 

 

   Uma grande porcentagem da população brasileira é hipertensa.

      A prevalência da doença aumenta com a idade, afetando sobretudo pessoas com mais de 55 anos. Estima-se que 25 % da população brasileira adulta tem hipertensão, chega a 50%  após os 60 anos,  5% das crianças e adolescentes no Brasil

       A hipertensão, conhecida como tensão alta, é uma doença crônica que não tem cura, mas pode ser controlada. A tensão igual ou superior a 14/9 é diagnosticada como hipertensão. Se não for controlada a tempo, pode desencadear males que afetam o sistema circulatório, provocando desde um infarto até um derrame cerebral. De qualquer modo, a hipertensão tem de se tratada porque vai prejudicar as artérias e os vasos.

A maior parte resulta de um estilo de vida errado e de fatores de risco modificáveis.  É possível alterar hábitos de vida, e afastá-la.

 

 

       É perigoso porque faz o coração trabalhar muito e contribui para a aterosclerose (endurecimento das artérias), além de aumentar o risco de doença cardíaca e derrame. A Hipertensão pode levar a outras condições, como insuficiência cardíaca congestiva, doença renal e cegueira. Anti-hipertensivos convencionais são geralmente associados com muitos efeitos colaterais.        

        Cerca de 75 a 80% da população mundial usa medicamentos à base de plantas, principalmente nos países em desenvolvimento, para cuidados de saúde primários, devido à sua melhor aceitabilidade com o corpo humano e menores efeitos colaterais. 

        Nas últimas três décadas, muitos esforços foram canalizados para pesquisar as plantas com valores terapêuticos hipotensores e anti-hipertensivos. Os efeitos hipotensores e anti-hipertensivos de algumas destas plantas medicinais foram validados.

 

       A pressão arterial elevada é um problema que muitos de nós enfrentamos e pode ser difícil descobrir como começar a recuperá-lo sob controle. Na sociedade de hoje, chegamos aos medicamentos prescritos um pouco mais rápido. Uma vez que eles começam, a maioria das pessoas vai tomar medicação para a pressão arterial para o resto de sua vida. Então, faz sentido tentar alguns chás naturais?

 

Alimentos comprovados para baixar a pressão arterial

      A hipertensão afeta cerca de 30% dos adultos em todo o mundo. A maioria das pessoas mesmo usando medicamento tem dificuldade para diminuir a pressão, uma estratégia para ajudar pode ser adicionar esses alimentos saudáveis ​​para o menu diário.

 

Azeite

O Projeto SUN é um estudo de coorte prospectivo em Espanha, cujos membros são todos universitários. Dados de 6.863 participantes, com pelo menos dois anos de seguimento, mostraram que, entre os homens, a hipertensão foi até 75 por cento menor para aqueles que comem mais azeite em comparação com aqueles comendo menos.

Em um ensaio clínico aleatorizado, cego e controlado por placebo da Universidade de Massachusetts, 41 participantes obesos ou com sobrepeso foram solicitados a substituir sua gordura dietética regular por óleo de oliva ou por uma mistura de controle de milho, óleo de soja e manteiga. Após três meses, o grupo de azeite diminuiu a pressão diastólica em média 3 mmHg e a pressão sistólica em média 6 mmHg. PMID: 26251666

 

 Beterraba

Beterraba baixa pressão arterial significativamente graças a altos níveis de nitratos na alimentação.

A British Heart Foundation financiou um estudo de 68 pacientes com hipertensão. Metade dos pacientes recebeu 250 ml (cerca de uma xícara) de suco de beterraba ou um suco placebo sem nitratos. A pressão arterial no grupo de nitrato caiu uma quantidade média de 8,1 / 3,8 mmHg. Além disso, a função endotelial melhorou em cerca de 20 por cento e a rigidez arterial foi reduzida no grupo de nitrato, mas não no grupo placebo. PMID: 25421976

 

Uma ingestão mais elevada de nitrato de fontes de vegetais pode ter um efeito protetor contra o desenvolvimento de pressão alta.

Outro estudo prospectivo recente de 1.546 indivíduos não-hipertensos, com idade entre 20-70 anos, coletou dados sobre a quantidade de verduras contendo nitrato que as pessoas comiam todos os dias. Depois de três anos aqueles que comeram os vegetais mais ricos em nitrato o risco de hipertensão em 37 por cento em comparação com aqueles que comem menos. PMID: 26335410
 

Alho

   Adicionando alho para sua dieta pode ajudar a reduzir a pressão arterial. Em uma meta-análise de sete ensaios randomizados, controlados por placebo, os investigadores encontraram um efeito significativo da pressão arterial do alho. A pressão sistólica média caiu 6,71 mmHg e a pressão diastólica caiu 4,79 mmHg. PMID: 25837272

    Os efeitos do alho sobre a pressão arterial são dependentes da dose. PMID: 23169470. Um estudo australiano analisou 79 pacientes com hipertensão sistólica não controlada. Os pacientes foram divididos em quatro grupos e todos os dias receberam placebo ou uma, duas ou quatro cápsulas de extrato de alho envelhecido (240, 480 ou 960 mg por dia). A dose de 2 cápsulas por dia (480 mg) foi a mais eficaz, diminuindo a pressão arterial sistólica média de 11,8 mmHg. Nosso estudo sugere que o extrato de alho envelhecido seja um tratamento efetivo e tolerável em hipertensão não controlada e pode ser considerado como um tratamento adjunto seguro para a terapia anti-hipertensiva convencional.

    O presente estudo mostrou uma diminuição significativa tanto na pressão arterial sistólica como diastólica. Na verdade, o alho parece ser tão bom quanto a medicação para a pressão arterial. Num estudo com 210 doentes hipertensos, os comprimidos dealho reduziram significativamente a pressão sanguínea em comparação com o fármaco atenolol. PMID: 24035939  E, ao contrário das drogas, o alho é seguro e bem tolerado PMID: 26869811.

 

Melancia

Estudos mostram que a melancia reduz a pressão arterial. Os cientistas do alimento na universidade de estado de Florida conduziram um estudo piloto Um estudo da Universidade Estadual da Flórida deu a pré-hipertensos seis gramas por dia do aminoácido L-citrulina de extrato de melancia. Todos os pacientes mostraram melhora da função arterial e menor pressão arterial aórtica.

Porque é rico em potássio, melancia também ajuda a manter o sal de aumentar a pressão arterial. Ela também contém  licopeno, um poderoso antioxidante associado com a saúde do coração, artérias saudáveis ​​e fluxo sanguíneo. Outros estudos mostram que o extrato de melancia melhora a pressão arterial aórtica. PMID: 20616787

 

 Suco de Romã

     Em um estudo israelense, 101 pacientes com doença renal foram randomizados para receber 100 cc (um pouco mais de três onças) de suco de romã ou um placebo beber todos os dias. Após um ano, a pressão arterial sistólica foi significativamente menor no grupo de sumos de romã, mas não no grupo placebo. Os pesquisadores concluíram que beber suco de romã regularmente reduz a pressão arterial sistólica e pode reduzir a aterosclerose. PMID: 24593225

     Outro estudo israelense descobriu que um ano de beber suco de romã reduziu a pressão arterial sistólica em 12 por cento. Romã reduz o tamanho da espessura da mídia intima da artéria, enquanto também reduz a pressão arterial e oxidação de LDL.

     Os resultados desse outro estudo sugere, portanto, que o consumo de suco de romã por pacientes com SCA diminui a IMT carotídea e a pressão arterial sistólica e estes efeitos podem estar relacionados com as potentes características antioxidantes dos polifenóis da romã PMID: 15158307

 

Semente de linhaça

O potencial benéfico da linhaça para reduzir a pressão arterial

    A semente da linhaça contêm ômega-3 gorduras, lignanas e fibras que proporcionam benefícios para pacientes com doença cardiovascular. Uma meta-análise de 11 estudos descobriu que comer produtos de linhaça reduziu a pressão arterial. A presente meta-análise sugere que o consumo de linhaça pode diminuir ligeiramente a pressão arterial. O potencial benéfico da linhaça para reduzir a pressão arterial (especialmente a pressão arterial diastólica) pode ser maior quando é consumido como uma semente inteira e por uma duração de 12 semanas. PMID: 25740909

 A linhaça teve um dos mais potentes efeitos antihipertensivos conseguidos por uma intervenção alimentar (dietética). Num estudo prospectivo, duplo-cego, controlado com placebo, randomizado, 110 pacientes consumiram uma variedade de alimentos que continham 30 gramas de linhaça moída ou placebo todos os dias. Após seis meses, a pressão sistólica diminuiu cerca de 10 mmHg e a pressão diastólica diminuiu cerca de 7 mmHg no grupo da linhaça. O efeito foi ainda maior nos pacientes com pressão sistólica acima de 140 mmHg no início do estudo. Os pesquisadores concluíram que a linhaça induziu um dos mais potentes efeitos anti-hipertensivos conseguidos por uma intervenção dietética. PMID: 24126178

       Este estudo examinou o efeito anti-hipertensivo da linhaça em humanos com intervenções alimentares (dietéticas) envolvendo maior ingestão de linhaça. Os resultados foram evidentes, mostrando um potente efeito anti-hipertensivo.

Esta semente rica em ácido α-linolênico pode proteger contra a doença cardiovascular aterosclerótica, reduzindo o colesterol, melhorando a tolerância à glicose e agindo como um antioxidante. Você pode comprar muitos produtos que contêm linhaça, mas uma aposta melhor é comprar a semente  e moer em um moedor e adicioná-lo à suas refeições. A melhor parte sobre a linhaça é que ele pode ser colocada em praticamente qualquer prato, sopas, smoothies. Armazene a linhaça em sua geladeira.

 

Gergelim - Sesamum indicum

     O extrato e o óleo das sementes contém sesamina, que pode ter efeitos anti-hipertensivos. Um estudo em animais de ratos descobriu que a sesamina ajudou a baixar a pressão arterial devido às propriedades antioxidantes, que também pode ser útil no tratamento de colesterol alto.

     O estudo foi realizado para investigar o efeito do óleo de gergelim em pacientes hipertensos que estavam em tratamento anti-hipertensivo com diuréticos (hidroclorotiazida) ou betabloqueadores (atenolol). Em um estudo de 50 pacientes hipertensos na Índia, o consumo do óleo de gergelim por 45 dias trouxe os níveis de pressão arterial de volta ao normal. E quando os pacientes pararam de usar óleo de gergelim sua pressão arterial voltou aos seus níveis mais elevados em 45 dias. Os resultados sugeriram que o óleo de gergelim como óleo comestível reduziu a pressão arterial, diminuiu a peroxidação lipídica e aumentou a ação antioxidante em pacientes hipertensos. PMID: 17876372

     Outro estudo da Grécia descobriu que usando 35 gramas por dia de óleo de gergelim diminuiu a pressão arterial sistólica em apenas 15 dias. Ele diminuiu as pressões diastólicas centrais e periféricas em apenas uma hora após as refeições. PMID: 22947362

 

Chá de hibisco

     Hibiscus sabdariffa  é uma planta usada como alimento em vários países, rica em ácidos orgânicos, polifenóis, antocianinas, polissacarídeos e constituintes voláteis benéficos para o sistema cardiovascular. Ao chás e as bebidas de Hibiscus sabdariffa são consumidas geralmente para tratar a hipertensão arterial, contudo a evidência dos ensaios controlados carecem de mais estudos.

Esta meta-análise de ECRs mostrou um efeito significativo de Hibiscus sabdariffa na redução da Pressão e da Pressão arterial.

Efeito do chá de Hibiscus sabdariffa na hipertensão arterial: uma revisão sistemática e meta-análise de ensaios clínicos randomizados. Pubmed 25875025 Publicado 31/05/2015 Tipo de Estudo: Meta Análise, Revisão

A suplementação de extrato de melancia tem um efeito benéfico sobre a função arterial e a pressão arterial. Pubmed 22402472 Publicado 08 / Mar / 2012  Estudo Humano

    Em um estudo duplo-cego randomizado controlado 60 pacientes diabéticos foram designados para beber duas xícaras de chá de hibisco ou chá preto por dia. Após 30 dias, o chá de hibisco reduziu a pressão sistólica em 22 mmHg e pressão de pulso em 18 mmHg. Os bebedores de chá preto viram seu aumento de pressão. PMID: 18685605  Este estudo suporta os resultados de estudos semelhantes em que os efeitos anti-hipertensivos foram mostrados para ST.Journal of Human Hypertension avanço publicação on-line, 7 de agosto de 2008; Doi: 10.1038 / jhh.2008.100 .

 

Canela

     A Canela é um ingrediente saboroso que requer pouco esforço para incluir em sua alimentação diária, e pode trazer seus números de pressão arterial para baixo. Consumir canela todos os dias foi mostrada para baixar a pressão arterial em pessoas com diabetes. Incluir mais canela em sua refeição por aspersão em seu cereal ou sobremesa, e até mesmo em seu café. Em um estudo britânico de diabéticos, tendo dois gramas de canela reduziu significativamente a pressão arterial em apenas 12 semanas. A suplementação de canela pode ser considerada como uma opção de suplemento dietético adicional para regular a glicemia e os níveis de pressão arterial, juntamente com medicamentos convencionais para tratar o diabetes mellitus tipo 2. PMID: 20854384

 

Cardamomo

Em um estudo realizado na Índia, os pacientes com hipertensão no estágio 1 receberam três gramas de pó de cardamomo por dia em duas doses divididas. Após 12 semanas o cardamomo reduziu significativamente a pressão arterial sistólica e diastólica.

Os pesquisadores também relataram que todos os pacientes experimentaram uma sensação de bem-estar sem quaisquer efeitos colaterais. Assim, o presente estudo demonstrou que o cardamomo reduz efetivamente a pressão arterial, melhora a fibrinólise e melhora o status antioxidante, sem alterar significativamente os níveis de lipídios e fibrinogênio no sangue em pacientes hipertensos em estágio 1. PMID: 20361714

 

Anote: A deficiência de vitamina D pode contribuir para a hipertensão arterial. Pubmed 21090935 Publicado 01 / Nov / 2010  Estudo Comentário

 

 

  Aveia - Avena sativa

      Fibra solúvel reduz a pressão arterial ambulatorial em hipertensos tratados. A aveia inteira é uma rica fonte de fibras e acredita-se que ajudam a melhorar o controle da pressão arterial, reduzindo a necessidade de medicamentos anti-hipertensivos.

      Um estudo mostrou que uma alimentação rica em fibras contribuiu para uma redução na hipertensão e outra que o aumento da ingestão de aveia pode ajudar a prevenir e tratar a hipertensão, juntamente com outros métodos. A adição de cereais de aveia à dieta normal de pacientes com hipertensão reduz significativamente tanto a Pressão arterial sistólica, como a Pressão arterial diastólica.

     A aveia é rica em fibra solúvel pode ser uma terapia alimentar (dietética) eficaz na prevenção e tratamento adjunto da hipertensão.

 

Cacau - Theobroma cacao

          O cacau em pó é rico em flavonóides com propriedades antioxidantes, que podem ser úteis na prevenção de doenças cardiovasculares e na diminuição da pressão arterial. Como eles estimulam a formação de óxido nítrico, os vasos sangüíneos se alargam para deixar mais sangue passar facilmente, reduzindo a pressão arterial.

     Um pequeno estudo de 13 pacientes mostrou que o pó de cacau foi capaz de efetivamente baixar a pressão arterial.

 

Gengibre - Zingiber officinale

     O gengibre é bem conhecida por sua capacidade de melhorar a circulação sanguínea e relaxar os vasos sanguíneos, o que pode levar a uma diminuição da pressão arterial.

      O gengibre pode ajudar a controlar a pressão sanguínea, como foi demonstrado para melhorar a circulação sanguínea e relaxar os músculos que cercam os vasos sanguíneos. Comumente usado em alimentos asiáticos, gengibre é um ingrediente muito versátil que também pode ser usado em doces ou bebidas. Cortar, picar ou ralar o gengibre fresco em  sopas e pratos de macarrão ou vegetais, ou adicioná-lo a sobremesas ou chá.

     Um estudo de ratos encontrou uma diminuição significativa da pressão arterial com a administração de gengibre, causada por alterações na função dos canais de cálcio no corpo. Ela gengibre reduz a pressão sanguínea através do bloqueio de canais de cálcio dependentes da tensão.

      Os ensaios em doentes humanos não são generalizados, mas podem ser eficazes se forem utilizadas doses suficientes.

 

Rabanete - Raphanus sativus

     O extrato (Suco) de rabanete visto pode ajudar a controlar a pressão arterial devido ao seu efeito sobre o coração para diminuir a freqüência cardíaca e reduzir a força de cada batida. O estudo mostra que os efeitos inibitórios cardiovasculares da planta são mediados pela ativação de receptores muscarínicos, possivelmente justificando seu uso na hipertensão.

          Um estudo em animais de ratos mostrou que o extrato foi seguro e eficaz para baixar a pressão arterial.

 

Manjericão - Ocimum basilicum

      O Manjericão é uma erva deliciosa que vai bem em uma variedade de alimentos. Também pode ajudar a diminuir a pressão arterial. Adicionando manjericão fresco na sua refeição diária é fácil e certamente vai ajudar.

Extrato de manjericão foi mostrado em estudo para baixar a pressão arterial.

Manjericão pode ajudar a reduzir a hipertensão sistólica e diastólica, bloqueando os canais de cálcio e reduzindo a resistência vascular. Um estudo de ratos mostrou que manjericão efetivamente reduziu a pressão arterial com a administração de extrato de manjericão, diminuindo em poucos minutos.

Manter um pequeno pote de erva em seu jardim e adicionar as folhas frescas para massas, sopas, saladas e caçarolas.

 

Prevenir o infarto ao comer este alimento?

Há um nutriente para regular a pressão arterial em sua cozinha. Os alimentos podem curá-lo de maneira que as drogas nunca podem. Por quê? Os alimentos são a maneira da natureza para reparar, restaurar e rejuvenescer. Eles curam seu corpo sem efeitos colaterais perigosos.

Alimentos de combate!

Pesquisadores descobriram milhares de nutrientes e fitossubstâncias curativas em alimentos. Isso significa que você pode usá-los de maneiras específicas para curar seus problemas de saúde específicos, revertendo e evitando-os comendo os alimentos certos.

 

Nitrato em suco de beterraba reduz a pressão arterial

O concentração de nitrato de suco de beterraba é o que ajuda a reduzir a pressão arterial, pesquisa da Universidade Queen Mary de Londres.

O estudo, publicado on-line na American Heart Association revista hipertensão, descobriu que a pressão arterial foi reduzida em pessoas que tomaram comprimidos de nitrato e pessoas que beberam o suco de beterraba.

A pesquisa será uma notícia bem-vinda para pessoas com hipertensão arterial que podem agora ser capazes de usar uma nova abordagem "natural" para reduzir o risco de doenças cardiovasculares, incluindo AVC e ataques cardíacos.

Amrita Ahluwalia, professora de biologia vascular no Instituto de Pesquisa William Harvey da Queen Mary, disse que a investigação foi capaz de demonstrar que o nitrato encontrado no suco de beterraba foi a causa de seus efeitos benéficos sobre a saúde cardiovascular ao aumentar os níveis de óxido nítrico na circulação

Como funciona

O óxido nítrico é importante para a circulação saudável. Ele ajuda a dilatar os vasos sanguíneos, prevenir coágulos sanguíneos e regular a pressão arterial e pode inibir o acúmulo de placa arterial.
O óxido nítrico é uma molécula produzida principalmente por células no endotélio (revestimento interno) dos vasos sanguíneos. Uma molécula de sinalização se encaixa em locais de ancoragem (receptores) nas paredes celulares e desencadeia reações bioquímicas. Óxido nítrico ajuda a prevenir doenças cardíacas e acidente vascular cerebral expandindo os vasos sanguíneos. O óxido nítrico protege o tecido do músculo liso dos vasos sanguíneos contra a constrição prejudicial. Isso permite que o sangue circule com menos força. Alguns médicos relatam que a elevação do óxido nítrico em pacientes hipertensos pode baixar a pressão arterial em 10 a 60%. Controle da função plaquetária. As plaquetas, estruturas celulares no sangue, que podem aglomerar-se e podem formar coágulos bloqueadores de sangue, a principal causa de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral. Uma rede vascular é reforçada pelo óxido nítrico e inibe coágulos perigosos.

 

       O óxido nítrico é uma molécula que desempenha um papel crucial na doença vascular.

Tem um número de ações que levam ao relaxamento dos vasos sanguíneos, regeneração do endotélio (o revestimento interno das artérias), e inibição da aglomeração de plaquetas que torna o sangue mais fino. O papel do óxido nítrico na doença vascular tem sido investigado nas últimas duas décadas e os cientistas descobriram que esta molécula está envolvida em muitas doenças cardiovasculares, incluindo aterosclerose e espessamento do endotélio. Além disso, o óxido nítrico tem sido utilizado como uma ferramenta terapêutica para tratar doenças que vão desde o estreitamento recorrente das artérias até à inibição dos eventos de coagulação. Muitos medicamentos comumente usados ​​têm suas ações terapêuticas através da produção de óxido nítrico.

 

 

Os alimentos ricos em nitratos e em potássio devem ter o seu uso acentuados nas refeições das pessoas hipertensas.

Potássio: O corpo necessita de potássio para manter os eletrólitos equilibrados e para os nervos funcionarem corretamente. Alguns diuréticos podem eliminar muito potássio. O potássio ajuda os seus rins a se livrar de mais sódio através da sua urina. Isso por sua vez reduz a sua pressão arterial.

O nitrato  tem efeito benéfico sobre a saúde cardiovascular ao aumentar os níveis de óxido nítrico na circulação. O óxido nítrico reduz a sua pressão arterial.

 

 

Espero que a lista possa ajudá-lo.

Obs: há mais estudos como estes acima relacionados mostrando outras fitossubstâncias que ajudam na prevenção e na melhora da Pressão alta, mas estão disponíveis apenas para os alunos do curso de Fitoterapia online e dos colaboradores financeiros do site tiaxica.com

Ao clicar nos números grifados, você será direcionado ao resumo da publicação científica.

 

      Existe uma tendência do médico para medicação farmacêutica (muitas vezes com efeitos colaterais muito indesejáveis) sem abordar hábito alimentar e estilo de vida. A pressão de sangue elevada é uma condição séria e exige a avaliação médica, mas o acompanhamento do nutricionista e do fitoterapêuta é eficaz para orientar outras formas de baixar a pressão de maneira natural.

 

  Por se tratar de uma condição clínica perigosa que leva a um infarto ou um AVC derrame, as informações acima mencionadas devem ser usadas como coadjuvantes dos remédios receitados pelo médico.

 

O controle consistente da pressão arterial pode reduzir a taxa de segundo acidente vascular cerebral

Os sobreviventes de acidentes vasculares cerebrais que controlam consistentemente a sua pressão arterial podem reduzir a probabilidade de um segundo acidente vascular cerebral em mais de metade, de acordo com uma nova pesquisa na American Heart Association Journal Stroke

 

O controle intensivo da pressão arterial pode prevenir 100.000 mortes precoces a cada ano

Os pesquisadores têm projetado que a redução agressiva da pressão arterial poderia ajudar a prevenir mais de 100.000 mortes nos Estados Unidos a cada ano. O impacto da saúde pública de adotar tratamento intensivo nos pacientes certos é enorme, diz Adam Bress, professor assistente de ciências da saúde da população da Universidade de Utah.

 

     Devido à sua falta de sintomas, a pressão arterial elevada pode causar danos antes mesmo de você ficar ciente de que a tem, por isso não negligenciar exames de pressão arterial. Às vezes, tratar esta condição envolve medicação. Converse com seu médico sobre as melhores opções de tratamento para você. Também é importante discutir com o seu médico e torná-lo ciente da sua decisão de tomar ervas. Além disso, não pare de tomar quaisquer medicamentos prescritos por seu médico.

Se tens pressão alta a muito tempo, é possível que ela já tenha causado algum dano ao seu coração. Veja em

www.tiaxica.com/salveseucoracao

 

 

 

Pesquisar no site

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade