Fitoterapia é muito eficaz para melhorar a libido feminina.

   Enquanto pesquisadores procuram maneiras de tratar a disfunção sexual feminina com medicamento, mulheres que perderam a libido podem recorrer a fitoterapia para reacender o interesse sexual.

   A Fitoterapia pode ajudar as mulheres a recuperar libido de duas formas, por meio de chás ou de um licor que contenha em sua composição ervas que realmente ajude a aumentar a disposição física  e a energia, melhore o humor, dê mais vigor e aumente o pique.

   Na forma de um creme que trate os fatores que contribuem para o desinteresse sexual, como a falta de lubrificação e a frigidez. Nesse creme deve conter elementos que além de lubrificar, contenha substâncias que venha aumentar a excitação e melhorar o desejo sexual.

   

 

 

 

Maneiras de melhorar a libido feminina

     Libido é o desejo sexual. É uma parte integrante da vida. Mas, infelizmente, muitas vezes acontece que uma pessoa, seja homem ou mulher, por qualquer razão, se sente desestimulado. Muitas vezes é tema de piadas e muito pior quando a libido torna-se um problema. 

    A libido está sujeito a flutuações. Mesmo em casais felizes a vida sexual pode acontecer um esfriamento. A diminuição da libido é um desastre na relação. Há pessoas que tem o desejo sexual tão afetado que leva à infidelidade e até a destruição do casamento.

    A falta de desejo sexual atinge um percentual altíssimo entre as mulheres. Segundo estatísticas a falta de desejo sexual atinge quase 49% das mulheres brasileiras. Mas, estima-se que o percentual é bem maior, pois muitas mulheres não procuram tratamento  e a aqulas que pensam que estão dando conta do recado, não admitem o fracasso. Mulheres entre 20 e 60 anos foram diagnosticadas com o problema.

    Aparentemente, o excesso de atividades são os principais causadores da falta de libido feminina, mas tem outros fatores, é claro. Pesquisas indicam que, em relacionamentos com mais de quatro anos, o desejo da mulher cai consideravelmente.

 

Depois dos quarenta e cinco anos na maioria das mulheres o nível de libido fica reduzido.

    As mudanças relacionadas à idade em que o corpo pode se tornar uma causa, por exemplo, o ressecamento vaginal afeta a sensibilidade íntima e causa dor, afeta diretamente a libido.

    Mulheres sexualmente insatisfeitas ao longo dos anos ficam tentando se livrar das neuroses, depressão e apatia. Às vezes, a vida de uma mulher chega um momento em que sua libido está severamente enfraquecida e o desejo sexual é praticamente perdido, leva a um efeito negativo sobre o relacionamento, e a condição psicológica e física da mulher.

    O problema de falta da libido pode ser de uma condição psicológica, mas quando se sente que não está tendo o desejo sexual mais do que nunca, é hora de pensar em algo para aumentar a libido. Na maioria das vezes, a diminuição da libido em mulheres pode desenvolver devido à condição de estresse ou tensão nervosa prolongada.

 

Cerca de 30% das mulheres têm problemas para conseguir um orgasmo.

   Segundo as estatísticas, dessas há aquelas que nunca tiveram um orgasmo e mais da metade tem dificuldade de conseguir. A indústria farmacêutica propôs o tal Viagra feminino, mas não é uma opção, porque ele não aumenta o desejo sexual e os estudos revelaram que seus efeitos tiveram resultados insatisfatórios. Ou seja, deram com os burros n'água, mas também quem manda pensar que o problema sexual feminino é igual ao dos homens.

O remédio também apresentou efeitos colaterais graves, como aumento da depressão, desmaio e vertigem entre as mulheres que tomaram a pílula rosa.

 

Pesquisar no site

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade