A pancreatite pode ser aguda (súbita e grave) ou crônica. Ambos os tipos de pancreatite podem causar sangramento e morte de tecido dentro ou ao redor do pâncreas. Os ataques leves de pancreatite aguda podem melhorar por conta própria, ou com mudanças na dieta. No caso de pancreatite recorrente, no entanto, danos a longo prazo para o pâncreas é comum, por vezes levando à desnutrição e diabetes.

       A pancreatite necrotizante (em que o tecido pancreático morre) pode levar a bolsas tipo cisto e abscessos. Devido à localização do pâncreas, a inflamação se espalha facilmente. Em casos graves, fluidos contendo toxinas e enzimas vazamento do pâncreas através do abdômen. Isso pode danificar os vasos sanguíneos e levar a sangramento interno, que pode ser fatal.

 

A pancreatite pode ser uma condição aguda, aparecendo repentinamente e durando somente alguns dias ou pode tornar-se crônica, se tornando gradualmente e persistindo sobre muitos anos.

         Os ataques leves de pancreatite aguda muitas vezes melhoram por conta própria ou após simples mudanças na alimentação, mas os casos mais graves podem exigir atenção médica imediata para evitar complicações fatais. Os ataques recorrentes ou a inflamação a longo prazo podem causar a destruição permanente do órgão.

Passos para aliviar a pancreatite aguda:

A hiperestimulação pancreática e a obstrução do ducto pancreático aumentam a pressão do ducto pancreático, o refluxo de tripsina ativa e a subseqüente ativação não regulada da tripsina dentro das células acinares pancreáticas. A ativação enzimática dentro do pâncreas leva à auto-digestão da glândula e à inflamação local. Uma vez confirmada a hipótese, as estratégias terapêuticas tradicionais contra a pancreatite aguda podem ser melhoradas. A descompressão da pressão do ducto pancreático deve ser defendida no tratamento de pancreatitites agudos, o que pode melhorar grandemente o seu desfecho.

Se você está sofrendo com pancreatite aguda, então você vai querer fazer uma água rápida com extratos antioxidantes. Nenhum alimento sólido deve ser consumido durante este período e absolutamente nenhum alto teor de açúcar, proteínas ou alimentos gordurosos, como todos estes exigem enzimas pancreáticas específicas para digerir.

 

Os melhores extratos de ervas para a função pancreática incluem açafrão, cardo mariano, manjericão, gengibre e dente de leão.

Infelizmente, há atualmente pouca pesquisa feita em maneiras naturais de superar a pancreatite. No entanto, este artigo vai mergulhar nas poucas estratégias naturais que foram comprovadas para ajudar a controlar a dor e aumentar a absorção nutricional.

Considerações Geriátricas

     À medida que o corpo envelhece, ou a disfunção metabólica ocorre, há um aumento na quantidade de material fibroso e deposição de gordura no pâncreas. A taxa de secreção pancreática é diminuída, o que significa diminuição da amilase, tripsina, lipase, bicarbonato de sódio e outras enzimas. Isso pode ser devido ao atraso do esvaziamento gástrico e insuficiência pancreática.

Estes defeitos podem causar diminuição da absorção de nutrientes e resultar em muitas deficiências. Promover escolhas dietéticas e suplementos que ajudam a manter um pâncreas saudável é crucial para a absorção de nutrientes e saúde geral

       A maioria das pessoas está envelhecendo muito mal devido a uma série de fatores de estilo de vida, incluindo hábitos alimentares pobres, exposição a poluentes ambientais, uso de medicação, sono insuficiente, pressão econômica e estressores emocionais. Todos estes efeitos sobre a capacidade do pâncreas passa a funcionar de forma precária.

 

Plano de Nutrição Anti-inflamatória

        Consumir uma alimentação com  vegetais e  pobre em sal e baixa gordura tem mostrado diminuir ataques dolorosos. No entanto, isso não fornece os nutrientes benéficos de gorduras e proteínas e deixaria o paciente desnutrido. As gorduras são uma parte vital de nossas dietas para a estabilização do açúcar no sangue, diminuição da doença, produção de hormônios, produção de células e proteção, diminuição da inflamação e função geral. Uma dieta sem gorduras de qualidade é prejudicial para a nossa saúde.

Além disso, o consumo de vegetais ricos em antioxidantes da família crucíferas, incluindo brócolis, couve, repolho, couve-flor e agrião é muito benéfico para a função pancreática. Eu também recomendo usar brócolis e couves, que fornecem nutrientes facilmente absorvíveis necessários para apoiar o pâncreas.

    Uma revisão dos estudos chegou à conclusão de que a terapia com micronutrientes antioxidantes que forneceu metil e tiol provou ser eficaz para auxiliar no controle da dor em muitos pacientes. Muitos pacientes com pancreatite crônica são deficientes em antioxidantes, que são vitais para reduzir os radicais livres e reduzir a inflamação. Usando as ervas e os alimentos listados neste artigo irá fornecer a chave metil e tiol grupos necessários para curar pancreatite ao longo do tempo

 

        Terapias complementares

É importante obter tratamento médico convencional para a pancreatite o mais rapidamente possível. Um ataque grave pode ser fatal se não for tratado.

         A maioria das terapias alternativas ainda não foram estudadas para uso especificamente em pancreatite, embora algumas evidências indicam que antioxidantes podem ter efeitos benéficos. Várias terapias, no entanto, podem reduzir o risco de desenvolver pancreatite ou aliviar alguns dos sintomas quando usado em conjunto com cuidados convencionais. Nunca deve tratar a pancreatite sem a supervisão do seu médico.

          Numerosos estudos têm explorado o papel dos antioxidantes para ajudar a livrar o corpo de células nocivas chamados radicais livres. Níveis baixos de antioxidantes no sangue (incluindo quantidades reduzidas de vitaminas A, C e E, selênio e carotenóides) podem levar à pancreatite crônica devido aos efeitos destrutivos do aumento dos radicais livres. A deficiência de antioxidantes e o risco de desenvolver pancreatite podem estar particularmente ligados em áreas do mundo com baixa ingestão dietética de antioxidantes. Além disso, a cozedura e processamento de alimentos pode destruir antioxidantes. A pancreatite induzida por álcool está ligada a baixos níveis de antioxidantes também. Há também alguma evidência de que os suplementos antioxidantes podem eliminar ou minimizar o estresse oxidativo e ajudar a aliviar a dor da pancreatite crônica.

         Algumas evidências sugerem que aumentar sua ingestão de antioxidantes (encontrados em frutas e vegetais verdes) pode ajudar a proteger contra a pancreatite ou aliviar os sintomas da doença. Os prestadores de cuidados de saúde podem recomendar aumentar a sua ingestão de antioxidantes para ajudar a livrar o corpo de radicais livres. Baixos níveis de antioxidantes no sangue podem tornar alguém mais propensos a desenvolver pancreatite. A pancreatite induzida por álcool está ligada a baixos níveis de antioxidantes também.

 

           Pessoas com níveis elevados de triglicerídeos devem perder peso, exercitar e evitar medicamentos, como diuréticos tiazídicos e betabloqueadores, que aumentam os níveis de triglicérides.

 

Pesquisar no site

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade