A canela é uma das especiarias mais antigas e especiarias mais populares, e tem sido usada há milênios tanto por seu aroma e qualidades medicinais.

          Se a ciência já se encantava com o poder dos antioxidantes contra os radicais livres, que são moléculas produzidas pelo próprio corpo, cujo excesso está na raiz dos males degenerativos, hoje, ela se surpreende ao desvendar que os antioxidantes estão presentes em ingredientes simples. A canela contém substâncias protetoras da saúde e vem deixando cientistas surpresos com seu potencial terapêutico.

 

 O pesquisador comentou sobre o resultado da pesquisa e disse que a descoberta é extremamente importante.

     Foi publicado no New Scientist, em agosto de 2000, que os pesquisadores descobriram que a canela promove a capacidade das células em indivíduos diabéticos de responder à insulina e também aumenta a remoção da glicose. Recomenda-se que as pessoas tomem de um quarto a uma colher de chá cheia de canela diariamente.

     

      Os egípcios não estariam enganados pois são hoje reconhecidas as propriedades antimicrobianas da canela tal como o seu efeito anti-inflamatório resultante do seu elevado teor em polifenóis. Esta potencialidade terapêutica da canela é um dos tópicos de investigação emergente, algo que se traduz em muitas hipóteses e (ainda) poucas conclusões. Ainda assim, estas evidências preliminares são bastante otimistas quanto a um efeito benéfico da canela na prevenção de doenças cardiovasculares, na modulação do sistema imunitário e talvez atividade antitumoral.

 

Ajuda a coagulação sanguínea saudável

      O efeito da canela sobre as plaquetas do sangue, que contribuem para a coagulação. Ela ajuda a diluir o sangue e evitar aglomeração indesejada de plaquetas. É tão eficaz como um anticoagulante que os doentes que tomam anticoagulantes prescritos por médicos devem ser avisados para não tomar canela em forma concentrada como suplementos ou extratos.

 

 Em bactérias e fungos

      A medicina ayurvédica há muito tempo utiliza canela para ele qualidades antimicrobianos para apoiar o sistema imunológico e prevenir gripes e resfriados. Provou-se para ajudar a parar o crescimento de bactérias, fungos e leveduras comum Cândida. Um estudo mostrou que é uma alternativa eficaz para conservantes de alimentos químicos e apenas algumas gotas de óleo essencial de canela adicionado ao caldo de cenoura refrigerado impediram o crescimento de patógenos de origem alimentar por até 60 dias.

 

Aumenta a memória e protege o cérebro.

     Gomas de mascar com canela pode melhorar a atividade cerebral. Pesquisa liderada pelo Dr. P. Zoladz e apresentado na reunião de 2004 Associação de Ciências Chemoreception, em Sarasota, Flórida concluiu que a canela melhora o processamento cognitivo e foi encontrada para melhorar os testes de atenção, memória e velocidade visual-motor quando trabalhamos em um computador.

      Um estudo de 2011 sugeriu que ela pode agir na redução do tipo de inflamação crônica que conduz a várias doenças neurodegenerativas, tais como doença de Alzheimer, doença de Parkinson, esclerose múltipla, tumor cerebral, e meningite.

 

 Melhora a digestão

Na medicina tradicional chinesa, canela tem sido utilizado para a flatulência, náuseas e diarreia. Acredita-se ajuda a melhorar a capacidade do corpo para digerir frutas, leite e outros produtos lácteos.

 

 Reduz o colesterol

    Também ao nível da redução dos níveis de colesterol sanguíneo e pressão arterial, a canela tem mostrado resultados interessantes, mas é no seu potencial efeito antidiabético que se tem centrado a maioria das atenções. A sua capacidade para “imitar” os efeitos da insulina no organismo e potenciar a sua atividade causando uma diminuição dos níveis de açúcar no sangue após as refeições, poderão constituir a canela como um grande adjuvante na terapêutica desta doença a curto prazo.

     Os diabéticos também podem reduzir seus fatores de risco associados à doença cardiovascular por consumir até um grama por dia (cerca de 1/3 colher de chá) de canela. Um estudo 2003 USDA descobriram que após 40 dias de comer entre apenas 1 e 6 gramas de canela (cerca de 2 colheres de chá), diabéticos tipo 2 não só foram capazes de reduzir os seus níveis de açúcar no sangue por 18-29%, mas também reduziu seus triglicerídeos por 23-30%, o LDL (mau colesterol) por 7 a 27% e colesterol total em 12-26%.

 

 Reduz os níveis de açúcar no sangue

    A Canela tem sido se mostrado eficaz para normalizar os níveis de açúcar no sangue em diabéticos tipo 2 por melhorar a capacidade de responder à insulina. Fá-lo, em parte, por abrandar o ritmo a que o estômago esvazia depois de comer como evidenciado por um estudo em que as pessoas comiam cerca de uma xícara de pudim de arroz com e sem cerca de uma colher de chá de canela. Adicionando a canela abrandou a taxa de estômago esvaziado de 37% para 34,5% e diminuiu significativamente o aumento dos níveis de açúcar no sangue. Muito menos do que a metade de uma colher de chá por dia reduz os níveis de açúcar no sangue em diabéticos tipo 2.

        Esta estratégia poderá fazer pouco sentido se analisarmos a utilização da canela quase exclusivamente em sobremesas e sempre associada ao açúcar. Em todo o caso, existem outras formas menos convencionais de a consumir seja no chá, café, fruta, pão, iogurtes e sucos, não existindo grandes preocupações com a dose, pois quer pelo escasso valor calórico associado, quer pela pequena quantidade normalmente ingerida, a canela nunca será um grande contributo do ponto de vista energético. Possui ainda a vantagem de ser uma excelente fonte de fibra, cálcio e ferro.

 Canela tem atividade antiviral contra vários vírus da gripe.

Pubmed 17303260 Publicado 01/04/2007 Estudo Animal

 

A ingestão de 2g de canela por 12 semanas reduz significativamente a HbA1c, pressão arterial sistólica e diastólica entre pacientes com diabetes tipo 2 mal controlados.

Pubmed 20854384 Publicado 01/11/2004 Estudo Humano

 

O uso de canela está associado a uma melhor memória de trabalho em pessoas com pré-diabetes.

Pubmed 27001275 Publicado 31/03/2016 Estudo Humano

 Ao clicar nos números grifados você será direcionado ao resumo da publicação científica.

Obs: há mais estudos como estes acima relacionados, mostrando a eficácia da canela na prevenção e no tratamento de diversas doenças e já estão disponíveis para os membros colaboradores financeiros do site tiaxica.com

 

 
Valor nutricional por 100 g.
Fonte: Base de Dados Nacional de Nutrientes do USDA 
 
 
 
 
Energia 247 Kcal
12%
Carboidratos 50,59 g 39%
Proteína 3,99 g 7%
Gordura total 1,24 g 4,5%
Colesterol 0 mg 0%
Fibra dietética 53,1 g 133%
Vitaminas
Folato 6 Mg 1,5%
Niacina 1,332 mg 8%
Ácido pantotênico 0,358 mg 7%
Piridoxina 0,158 mg 12%
Riboflavina 0,041 mg 3%
Tiamina 0,022 mg 2%
Vitamina A 295 UI 10%
Vitamina C 3,8 mg 6%
Vitamina E 10,44 mg 70%
Vitamina K 31,2 Mg 26%
Eletrólitos
Sódio 10 mg 1%
Potássio 431 mg 9%
Minerais
Cálcio 1002 mg 100%
Cobre 0,339 mg 38%
Ferro 8,32 mg 104%
Magnésio 60 mg 15%
Manganês 17,466 mg 759%
Fósforo 64 mg 9%
Zinco 1,83 mg 17%
Zinco
Fitonutrientes
Caroteno-ß 112 mg -
Cripto-xantina-ß 129 mg
Luteína-zeaxantina 222 mg -
Licopeno 15 mg -
 
Valor nutricional por 100 g.
Fonte: Base de Dados Nacional de Nutrientes do USDA 
 
  • Energia 247 Kcal 12%
  • Carboidratos 50,59 g 39%
  • Proteína 3,99 g 7%
  • Gordura total 1,24 g 4,5%
  • Colesterol 0 mg 0%
  • Fibra dietética 53,1 g 133%

Vitaminas  

  • Folato 6 Mg 1,5%
  • Niacina 1,332 mg 8%
  • Ácido pantotênico 0,358 mg 7%
  • Piridoxina 0,158 mg 12%
  • Riboflavina 0,041 mg 3%
  • Tiamina 0,022 mg 2%
  • Vitamina A 295 UI 10%
  • Vitamina C 3,8 mg 6%
  • Vitamina E 10,44 mg 70%
  • Vitamina K 31,2 Mg 26%

Eletrólitos  

  • Sódio 10 mg 1%
  • Potássio 431 mg 9%
  • Minerais  
  • Cálcio 1002 mg 100%
  • Cobre 0,339 mg 38%
  • Ferro 8,32 mg 104%
  • Magnésio 60 mg 15%
  • Manganês 17,466 mg 759%
  • Fósforo 64 mg 9%
  • Zinco 1,83 mg 17%
  • Zinco  

Fitonutrientes  

  • Caroteno-ß 112 mg -
  • Cripto-xantina-ß 129 mg  
  • Luteína-zeaxantina 222 mg -
  • Licopeno 15 mg -

 

 

A Canela vem em duas formas diferentes. Um é chamado Cassia canela e o outra é chamado Ceilão. A canela de Ceilão é geralmente mais cara, mais clara na cor de um pó mais fino, cheira mais doce e é importada do Brasil, Caribe, Índia, Madagascar ou Sri Lanka. A canela Cassia é importada da China, Indonésia, Japão, Coréia ou Vietnã.

        A Canela é usado não só em bebidas aromatizantes de alimentos ou usado como aromaterapia ela tem sido usada como um dos remédios mais antigos na medicina tradicional chinesa.

       A Canela Cassia contém níveis mais elevados do composto natural cumarina que ajuda o sangue ficar mais fino. A maioria dos princípios ativos de canela estão localizados na porção solúvel em água, mas não em óleo de canela, porque é principalmente solúvel em gordura.

 

 

 

Pesquisar no site

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade