Cravos-da-índia

Você gosta de tomar um chazinho de vez em quando?

Isso é bom, mas há chás que seu uso tem que ser diário ou por um período de tempo para fazer a função necessária para o caso. Vou dar mais motivos para você fazer uso mais frequente de um chá que faz muito bem para a sua saúde.

Esse chá têm sido utilizados para vários tipos de infecções, incluindo aquelas causados ​​por bactérias, vírus e fungos. Ele também têm uma ação no amortecimento de dor, razão pela qual eles são frequentemente utilizados para aliviar inflamações de dentes. Como se vê, os cravos não são simplesmente só antibacterianos, antifúngicos, antivirais e carminativos.

    O cravo-da-índia é uma importante planta medicinal devido à ampla gama de efeitos farmacológicos consolidados do uso tradicional durante séculos e relatados na literatura. As atividades biológicas provadas sugerem o desenvolvimento de medicamentos para uso humano e animal e confirmam por que essa planta tem sido empregada por séculos.  Uma revisão de vários resumos científicos das atividades biológicas mais importantes do cravo e do eugenol é apresentada nessa compilação.

   O cravo - Syzygium aromaticum é uma das especiarias mais valiosas que tem sido usada há séculos como conservante de alimentos e para muitos fins medicinais.  É nativo da Indonésia, mas hoje em dia é cultivada em várias partes do mundo, incluindo o Brasil no estado da Bahia. Esta planta representa uma das fontes mais ricas de compostos fenólicos como eugenol, acetato de eugenol e ácido gálico e possui grande potencial para aplicações farmacêuticas, cosméticas, alimentares e agrícolas. Esta revisão inclui os principais estudos que relatam as atividades biológicas do cravo e do eugenol. A atividade antioxidante e antimicrobiana do cravo é maior do que muitas frutas, vegetais e outras especiarias e deve merecer atenção especial. 

     Uma nova aplicação de cravo como agente larvicida é uma estratégia interessante para combater a dengue, que é um grave problema de saúde no Brasil e em outros países tropicais. Também foram mencionados estudos farmacocinéticos e toxicológicos. Os diferentes estudos analisados ​​neste trabalho confirmam o uso tradicional do cravo como conservante de alimentos e plantas medicinais, destacando a importância desta planta para diferentes aplicações.

 

Uma série de benefícios para a saúde dos cravos-da-índia foram discutidos. 

Outros benefícios vitais para a saúde dos cravos-da-índia incluem:

  • Antibacterianos e antivirais-provados para combater E-Coli (intoxicação alimentar), Staphylococcus, Klebsiella (infecções respiratórias), Heliobacter-Pylori (bactérias podem causar úlceras no estômago e câncer), hepatite C (pode resultar em cirrose hepática e câncer), Herpes (pode causar feridas) - e, portanto, uma planta útil quando a resistência aos antibióticos está presente.
  • Grande em qualquer forma de doença oral, pois é um anestésico suave, criando entorpecimento local que ajuda a aliviar uma dor no dente, além de ajudar a combater gengivite (gengivas inflamadas) e posteriormente periodontite em estágio quando as gengivas recuam e cortam o osso, bem como estomatite (mucosa inflamada da boca)
  • Se aplicado topicamente mostrado para aumentar a circulação, fazendo com que os vasos sanguíneos perto da superfície se dilatem
  • Analgésico e eficaz na redução da dor nas articulações inflamatórias
  • Anti-inflamatório, reduz a vermelhidão e inchaço em torno de uma lesão
  • Repelente de mosquito (melhor que a citronela)
  • Mostrado para prevenir coágulos sanguíneos (os efeitos são comparáveis ​​à medicação padrão)
  • Conservador de respiração pós-refeição (usado na China há séculos)
  • Indigestão (gás, náuseas, inchaço, cólica, espasmos)
  • Problemas de pele (acne, úlceras, feridas)

Durante a Idade Média, descobriram-se os benefícios dos cravos-da-índia na cozinha. Ainda usado em todo o mundo, você pode encontrá-lo em misturas de especiarias populares, como as misturas chinesa, bem como em misturas marroquinas e francesas. Os alemães usam isso em sua mistura de especiarias com pimenta para a bebida de vinho tinto com água quente Glühwein, uma bebida popular em todos os mercados no Natal. Nos EUA, é encontrado nas misturas de especiarias de abóbora e maçã.

 

Cravos-da-índia tem potentes agentes anticancerígenos.

       Você gosta do sabor dos cravinhos como um tempero? O cravo é um delicioso e potente recurso na cozinha anticancerígena, isso porque bloqueia a molécula de sinalização de promoção do câncer Fator Nuclear Kappa Beta (NFKβ). Além disso, cada uma delas tem papéis únicos de luta contra o câncer.

O Cravo-da-índia foi mostrado em pesquisa pré-clínica que pode parar o crescimento de vários cânceres. 

Pesquisa pré-clínica revela a sua capacidade de travar o crescimento de vários cânceres. Isso foi confirmado por pesquisas de cientistas da Universidade de Minnesota, da Universidade de Pittsburg e da Capital Medical University da China em uma série de experimentos. Os pesquisadores testaram uma variedade de células cancerosas humanas no laboratório usando diferentes extratos de cravo. Os pesquisadores descobriram que o extrato de cravo interrompeu a atividade e o crescimento das células de câncer do cólon, da mama, do ovário e do fígado.

O seu componente ativo eugenol, bem como a kumatakenina flavonoide, foram e ainda são objeto de muitos estudos de saúde, incluindo estudos anticancerígenos. Esses componentes ativos foram mostrados para

  • Evitar que células cancerosas se multipliquem nos cânceres de pulmão e pele
  • Reduzir a mucosite oral induzida por radiação em pacientes com câncer de cabeça e pescoço
  • Pode representar uma nova erva terapêutica para o tratamento do câncer colorretal
  • A flavonoide kumatakenina demonstrou induzir apoptose (morte celular) e inibir a ativação de macrófagos associados a tumores em células de câncer de ovário

 

O que é útil nos cravos?

    Em primeiro lugar, ele contém eugenol. Além disso, há um grande número de vitaminas e microelementos, glicósidos, ácidos orgânicos e taninos em cravos-da-índia. É essa composição que permite usar não só na culinária com um aroma e sabor ardente inusualmente afiados, mas também em medicina (especialmente em medicina popular) e cosmetologia. 

Propriedades farmacológicas validadas do eugenol

Numerosas investigações documentaram o potencial terapêutico do eugenol, que destaca sua importância como um dos principais componentes bioativos com diversas funções de promoção da saúde. Na última década, as perspectivas nutracêuticas do eugenol e seus derivados têm sido exploradas pelos cientistas para formular novos fármacos de origem vegetal com baixa toxicidade, principalmente aqueles implicando potencial antiinflamatório, para serem utilizados no tratamento de várias doenças. O eugenol foi aprovado para abranger numerosos aspectos benéficos contra um amplo espectro de indisposições que ameaçam a vida, incluindo estresse oxidativo, inflamação, hiperglicemia, níveis elevados de colesterol, distúrbios neurais e câncer. Além disso, o eugenol também mostrou um forte potencial como agente antimicrobiano contra vastos tipos de microrganismos patogênicos e causadores de deterioração. O eugenol é declarado portador de certas propriedades farmacológicas, incluindo atividade anestésica, potencial antioxidante, papel antimicrobiano, ação anti-inflamatória, efeitos anticancerígenos, capacidade neuroprotetora, eficiência hipolipemiante e eficácia antidiabética. 
 

     Numerosas investigações documentaram o potencial terapêutico do eugenol, que destaca sua importância como um dos principais componentes bioativos com diversas funções de promoção da saúde. Na última década, as perspectivas nutracêuticas do eugenol e seus derivados têm sido exploradas pelos cientistas para formular novos fármacos de origem vegetal com baixa toxicidade, principalmente aqueles implicando potencial anti-inflamatório, para serem utilizados no tratamento de várias doenças. 

     O eugenol foi aprovado para abranger numerosos aspectos benéficos contra um amplo espectro de indisposições que ameaçam a vida, incluindo estresse oxidativo, inflamação, hiperglicemia, níveis elevados de colesterol, distúrbios neurais e câncer. Além disso, o eugenol também mostrou um forte potencial como agente antimicrobiano contra vastos tipos de microrganismos patogênicos e causadores de deterioração. 

     O eugenol é declarado portador de muitas propriedades farmacológicas, incluindo atividade anestésica, potencial antioxidante, papel antimicrobiano, ação anti-inflamatória, efeitos anticancerígenos, capacidade neuroprotetora, eficiência hipolipemiante e eficácia antidiabética. 

 

O cravo têm vários compostos medicinais

      Alguns foram isolados enquanto outros não. os que foram isolados e identificados incluem eugenol, β-cariofileno, humuleno, chavicol, salicilato de metilo, α-ylangeno, eugenona, eugenina, rhamnetina, kaempferol, eugenitina, ácido oleanólico, estigmasterol, campesterol e outros. A variedade destes compostos foi categorizada como sesquiterpenos, flavonóides, triterpenóides e outros. O cravo também contêm fósforo, potássio, sódio, zinco, vitamina c, tiamina, riboflavina, niacina, folato, vitamina b6, vitamina b12, vitamina a, vitamina e e vitamina d.

Dito isto, os dois compostos, ácido oleanólico e eugenol que os pesquisadores descobriram forneceu potência anticancerígena. O primeiro é um ácido triterpênico.

 

Ácido oleanólico

Esta não é a primeira vez que se descobre que o ácido oleanólico é um potente agente anticancerígeno. Um estudo de 2013 da Academia Chinesa de Ciências descobriu que o ácido oleanólico era capaz de deter e interromper o ciclo celular de células de câncer pancreático humano.

Os pesquisadores descobriram ainda que o ácido oleanólico realizado isso usando várias estratégias diferentes, incluindo a interferência com as mitocôndrias das células cancerosas e alterando os genes das células cancerosas.

Sim, este componente natural do cravo alterou o DNA das células cancerosas.

Referências:

Liu H, Schmitz JC, Wei J, Cao S, Beumer JH, Strychor S, Cheng L, Liu M, Wang C, Wu N, Zhao X, Zhang Y, Liao J, Chu E, Lin X. apoptose. Oncol Res. 2014; 21 (5): 247-59. Doi: 10.3727 / 096504014X13946388748910.

 

ácido oleanólico interrompe o ciclo celular e induz a apoptose através da despolarização mitocondrial mediada por ROS e da permeabilização da membrana lisossomal em células de câncer do pâncrea humano. J Appl Toxicol. 2013 Agosto; 33 (8): 756-65. Doi: 10.1002 / jat.2725.

 

Apresento alguns estudos científicos publicados sobre as propriedades do cravo.

  • Cravo é tão eficaz como benzocaína como um anestésico tópico.

Pubmed 16530911 Publicado 01 / 11/ 2006 Estudo Humano

 

  • O extrato de cravo-da-índia (Syzygium aromaticum) rico em eugenol mostra eficácia de preservação óssea.

Pubmed 21711176 Publicado 01 / 03/ 2012 Estudo Animal

O cravo contém uma variedade de compostos que têm atividade inibitória do crescimento contra patogênos orais periodontais.

Pubmed 8904847 Publicado 01 /10/ 1996 Estudo Animal

 

  • Cravo tem atividade antimutagênica.

Pubmed14558756 Publicado 22 / 10/ 2003 Estudo Animal

 

  • A ingestão oral de dentes suprime o crescimento excessivo de Cândida albicans no trato digestivo incluindo a cavidade oral.

Pubmed: 15711533 Publicado 01 /01/ 2005 Estudo Animal

  • Ao clicar nos números grifados você será direcionado ao resumo da publicação científica.

Obs: há mais estudos como estes acima relacionados, mostrando a eficácia do cravo na prevenção e no tratamento de diversas doenças e já estão disponíveis para os colaboradores financeiros do site tiaxica.com

 

É bom ter um spray com extrato de cravo na cesta de pronto socorro

 

Na era do domínio da farmacologia sintética, estimular os interesses de pesquisa sobre este composto do cravo, bem como o seu uso é super importante

 

Óleo de cravo no Câncer da Pele

      Na Índia esse óleo está recebendo cada vez mais atenção depois de ter mostrado propriedades anticancerígenas. O presente estudo foi feito para investigar a ação quimiopreventiva de uma infusão aquosa de cravo sobre o câncer da pele induzida em camundongos. Eles descobriram que havia um efeito protetor adquirido com o cravo. Demorou a formação de papiloma (cancro da pele), mas também reduziu a incidência de papiloma, bem como o número de papilomas cumulativo por rato. Os pesquisadores acreditam que pode haver um papel promissor para cravo para restringir o processo de carcinogênese.

 

Cravo na Diabete

         O uso do cravo na Escócia está sendo usado para o açúcar elevado no sangue em pessoas com diabetes mellitus resulta em estresse oxidativo e alterações inflamatórias que contribuem para complicações vasculares e neuropatia periférica (danos nos nervos das mãos e dos pés, o que provoca fraqueza, dormência e dor). Este estudo examinou se o tratamento com o eugenol (o principal componente do óleo de cravo), por possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórios, poderia melhorar a função vascular e nervo em ratos diabéticos.

    Tratamento de intervenção foi dado nas 2 semanas após 6 semanas de diabetes não tratada. O diabete tinha reduzido o fluxo de sangue em 49% do nervo ciático endoneurial e este foi completamente corrigida por tratamento com 200 mg / kg de eugenol. O nível de relaxamento do fundo gástrico (inferior do estômago) nervo mediada foi de 44% do normal, e tratamento eugenol corrigiu esse déficit em 69%. Para anéis de artéria renal, o máximo de relaxamento dependente do endotélio à acetilcolina foi de 51% do normal. Tratamento corrigiu esse déficit em 60%. Em resumo, alguns aspectos de complicações vasculares e neurológicas em diabetes experimentais foram melhoradas através da utilização do eugenol do óleo de cravo. Isto pode ter indicações terapêuticas para a neuropatia diabética e doença vascular em seres humanos com diabetes.

 

O óleo de cravo para tratar a dor menstrual

      No Egito se usa Para: menstruação dolorosa (dismenorreia) são uma causa comum em mulheres em idade fértil. Este estudo investigou o efeito da massagem com óleo de cravo em um grupo de estudantes de enfermagem que sofriam de dismenorreia primária. Utilizou-se um ensaio clínico cego randomizado com desenho cruzado.

       Um grupo de 48 mulheres recebeu pela massagem abdominal uma vez por dia, durante sete dias antes da menstruação usando os óleos essenciais (canela, cravo, rosa e lavanda em uma base de óleo de amêndoa). Grupo 2 recebeu a mesma intervenção, mas com placebo óleo (óleo de amêndoa). A intensidade e duração da dor, e a quantidade de sangramento menstrual foram avaliados no início do estudo e após cada fase do tratamento. A intensidade e duração da dor menstrual e a quantidade de sangramento menstrual foram significativamente menores no grupo que usou o óleo de cravo do que no grupo placebo. Estes resultados sugerem que a utilização desse óleo em massagem abdominal pode ser eficaz no alívio da dor menstrual, encurtando a sua duração, e limitando o sangramento menstrual excessivo. 

 

Pesquisa usando óleo de cravo para a depressão

        Na Índia um estudo investigou o efeito do óleo de cravo em depressão e locomoção em animais. Pequenas quantidades de óleo de cravo da índia foram injetados através da membrana peritoneal, que encerra os órgãos da cavidade abdominal, durante 3 semanas. Foi feito uma série de testes, como um teste de natação forçada e teste de suspensão pela cauda para avaliar a depressão. Outros testes foram utilizados para avaliar a atividade locomotora. Os investigadores concluíram que o pré-tratamento com óleo de cravo diminuiu a depressão e a atividade locomotora foi aumentada (melhorada coordenação muscular) semelhante à que é exibida por drogas psicoestimulantes. 

 

Pesquisa usando óleo de cravo em um infecção por parasita microscópico que pode causar a morte

       Os investigadores têm vindo a analisar se o óleo de cravo pode ser usado para tratar a leishmaniose visceral, que também é chamado de kala-azar, febre negra, e febre Dumdum. A leishmaniose é uma doença causada por parasitas protozoários. É a segundo maior assassino parasitário no mundo (depois da malária), responsável por cerca de 500.000 infecções a cada ano em todo o mundo.

       As drogas quimioterápicas são o tratamento padrão para a leishmaniose. Estes medicamentos são caros e associada com vários efeitos secundários adversos. Esta doença parasitária é endêmica em 47 países, com cerca de 200 milhões de pessoas em risco de infecção. O parasita é transmitido aos seres humanos através da picada de fêmeas de flebotomíneos infectados. Ele ataca o sistema imunológico, e é quase sempre fatal se não for tratada. Há entre 200.000 e 400.000 novos casos por ano, cerca de 90 por cento dos quais estão na Índia, Bangladesh, Nepal, Sudão e Brasil.

       Pesquisadores na Índia descobriu que o óleo essencial de cravo possui atividade significativa contra este parasita, quando testado com ratos. Os parasitas atacam os macrófagos do sistema imunitário. O óleo de cravo não tem efeitos citotóxicos contra macrófagos saudáveis. O estudo da atividade leishmanicida autentica o óleo de cravo, que pode ser útil para o tratamento da doença em seres humanos.

 

Pesquisa usando óleo de cravo para tratar a lesão pulmonar causada por ar poluído

       No Brasil um experimento mostrou que: A inalação de partículas de motores diesel de ar poluído pode causar inflamação pulmonar e pode prejudicar o funcionamento mecânico dos pulmões. Eugenol, um componente do óleo de cravo tem demonstrado que têm propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes em experiências com amostras de tecido. Este experimento usaram ratos para analisar o possível papel protetor do Eugenol contra lesões pulmonares induzidas por partículas de diesel. Os ratinhos foram expostos a partículas de motores diesel por uma hora e, em seguida, alguns foram expostos a Eugenol (um dos principais ingredientes em óleo de cravo). Após 24 horas, foram avaliadas uma variedade de medidas de função pulmonar. Eles descobriram que os ratos que receberam Eugenol evitou alterações na mecânica pulmonar, inflamação pulmonar e colapso alveolar que tinha sido causada pela exposição a partículas de diesel. 

 

Óleo de cravo inseticida e repelente para formigas

         Em Taiwan os investigadores testaram cravo como inseticida e repelente para formigas vermelhas. Eles avaliaram cravo em pó, eugenol, acetato de eugenol, e beta-cariofileno contra ataques de formigas vermelhas (Solenopsis invicta Buren). Cravo em pó aplicado a 3 e 12 mg / cm 2, na condição de 100% da mortalidade diária dentro de 6 horas, e repelidos 99% dentro de 3 horas. Eugenol (ingrediente ativo no óleo essencial de cravo da índia) foi o composto mais rápido na qualidade. O aumento do efeito repelente formiga melhorou ao longo do tempo. Eugenol, acetato de eugenol, bem como betacariofileno e óleo de cravo pode fornecer mais uma ferramenta para o manejo integrado de pragas. 

 

Óleo de cravo elimina ácaros

        Na Tailândia a busca por mais pesticidas para matar ácaros em colchões levou aos testes de plantas medicinais. Este estudo examinou o poder de matar de extrato de cravo em ácaros, bem como sobre as bactérias e fungos comuns. Houve uma folga significativa para todas as bactérias e fungos. A pulverização foi de 99% e 81% eficaz em matar os ácaros, dependendo do método utilizado. Eles concluíram que o óleo de cravo é um agente promissor para matar os ácaros em colchões. O efeito do óleo de cravo em colchões começa a diminuir, após 3 meses. 

 

Óleo de cravo elimina levedura patogênica

    Na França a atividade antifúngica do óleo essencial de cravo foi avaliada contra 53 leveduras patogênicas em humanos em experimentos de laboratório. O óleo de cravo exibiu uma atividade de eliminação de radicais muito forte. É claro que o óleo de cravo mostra poderosa atividade antifúngica contra fungos patogênicos humanos; e pode ser utilizado como uma fonte de antioxidantes naturais.

 

    Na África do Sul o Eugenol é um dos principais constituintes voláteis de cravo essencial óleo obtido através de destilação, principalmente de Eugenia caryophyllata (= Syzygium aromaticum) brotos e folhas. É uma molécula extremamente versátil incorporada como um ingrediente funcional, em numerosos produtos e encontrou aplicação na indústria farmacêutica, agrícola, fragrância, sabor, cosméticos e várias outras indústrias. Sua vasta gama de atividades farmacológicas tem sido bem pesquisado e inclui atividades antimicrobiana, anti-inflamatórios, analgésicos, antioxidantes e anticancerígenos, entre outros. Além disso, ele é amplamente utilizado em aplicações agrícolas para proteger os alimentos a partir de microrganismos durante a armazenagem, e como um pesticida e fumigante. Como um ingrediente funcional, é incluído em muitas preparações dentais e também tem mostrado melhorar a permeação da pele.

Óleo de cravo na Odontologia

        Na Índia o Eugenol, o principal constituinte do óleo de cravo, tem sido amplamente utilizado para a sua ação analgésica e anestésica em odontologia. Eugenol exibe efeitos farmacológicos em quase todos os sistemas no corpo. Possui ação antioxidante significativa e propriedades anti-inflamatórias, além de ter atividade analgésica e anestésica local.

        Na Argentina o óleo essencial de cravo, utilizado como um antisséptico em infecções orais, inibe as bactérias Gram-negativas e Gram-positivas, bem como fungos. Escherichia coli, Staphylococcus aureus e Pseudômonas aeruginosa foram os microrganismos testados. O óleo de cravo foi diluído para 0,4% e 0,2%. Os resultados mostraram que a taxa de diluição de 0,4% foi mais eficaz do que a diluição mais baixa. Eles concluíram que o óleo essencial de cravo pode ser considerado como um agente antimicrobiano para infecções orais.

  • Como usar: como pimenta e o gengibre, o cravo também é usado para incrementar sinergicamente a potência de outras misturas à base de plantas, ou pode ser usado em pó para dar sabor a doces e frutas.

Após as refeições, você pode consumir chá preparado pela adição de 6 cravo-da-índia a 2 xicaras de agua e deixar ferver por 3 minutos. Também mastigar alguns cravos pode dar-lhe um grande alívio.

    

 

 

Uma dor de garganta pode ocorrer a qualquer momento.

Nem sempre e necessários antibiótico, apenas o extrato do cravo-da-índia.

Aliviar uma dor de garganta em poucos minutos com este poderoso spray de extrato de cravo. A dor diminui imediatamente.

Ouça a explicação por meio desse áudio clik no link abaixo

https://www.youtube.com/watch?v=Z0kX3-NM47A&t=306s

 

 

Fazer esta receita é rápido

100 gramas de cravo-da-índia em pó.

600 ml de wodka, aguardente ou outro liquido alcoólico.

Coloque em um vidro todos os ingredientes. Deixe macerar por 15 dias. Coe e guarde em vidro bem tampado.

 

>>> Atenção >> Moer o cravo em casa, pois o cravo moído do comércio tem impurezas, inclusive pedras.

 

Dilua o extrato em água e coloque no frasco de spray

Pode-se diluir em concentração de....

50 ml de água e 2 ml de extrato,

50 ml de água e 5 ml de extrato de cravo,

50 ml de água e 10 ml de extrato de cravo,

50 ml de água e 20 ml de extrato de cravo,

50 ml de água e 30 ml de extrato de cravo ....

No entanto, mais estudos são necessários para especificar o nível de dosagem desse extrato para várias aplicações funcionais e explorar vários outros potenciais do eugenol para a melhoria da humanidade, especialmente, no uso interno.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Extrato de cravo para assepsia de corte e ferimento

 

Inalar o aroma do chá de cravo para descongestionar o nariz. 

Umedecer um lenço de tecido no chá e cheirar.

 

 

 

 

 

 

 Spray loção de extrato de cravo para evitar a picada de inseto.

 

Frieiras e micose. 

Aplique extrato concentrado de cravo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Umedecer um Algodão com extrato de cravo e passar 

 

 

Melhor e mais eficaz que Álcool Gel.

Receita e instruções de preparo, disponível no guia de extratos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Propositadamente, para mitigar o efeito da resistência da bactéria podemos, simultaneamente, tomar o chá do cravo.

 

Prepare o chá

Coloque três Xícaras de  água  para ferver. Acrescente uma colher de chá rasa de cravo em pó. Tampe a vasilha. Deixe ferver por 3 minutos. (Atenção os minutos devem ser contados depois do inicio da fervura). Desligue o fogo e deixe tampado. Pode ser tomado quente, morno ou frio.

 

Modo de tomar

Tome meia xícara por vezes.

 

 

Extrato super concentrado

          Vários métodos de extração têm sido praticados para a extração de eugenol e outras fitosssubstância do cravo. Para extrair quantidades suficientes de suas fitossubstâncias, especialmente, o eugenol, depende de seguir técnicas. Fiz modificações no processo convencional de extração para apresentar maior eficiência quando comparado ao método tradicional. Juntamente com tempo de processamento reduzido, essa método também permite extração rápida e confere mais eficácia. 

Receita e instruções deste extrato, disponível no guia de extrações.

 

 

 

A imagem mostra a diferença entre um extrato simples e um extrato super concentrado. A cor bem escura do extrato super concentrado deve-se ao processo de extração.

 

Seu cachorro se feriu. 

Passe extrato de cravo 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cubos de gelo feito com chá de Cravo-da-India. 

Pode ser usado em sucos para dar sabor.

Modo de fazer. Leve ao fogo (lume) para ferver 500 ml de água, acrescente uma colher de sobremesa rasa de cravo moído. Deixe ferver por 3 minutos. Deixe esfriar e coloque nas forma e leve para congelar.

 

 Gelatina feito com chá de Cravo-da-India. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Alerta >>> 
  • Apesar de seus muitos benefícios para a saúde, aconselho a todos, especialmente os iniciantes, a usar o chá ou tintura de cravo com moderação. Eugenol, enquanto oferece muitas propriedades benéficas, "pode induzir efeitos alérgicos". 
  • Deve ser tomado gradualmente em pequenas quantidades. Por exemplo, não tomar por via oral se estiver usando medicamento anticoagulante ou aspirina. Pode levar à hemorragia e hematomas cutâneas.
  •  

 >>>>> É melhor comprar cravo inteiro, pois o pó perder o sabor mais rápido. Estima-se que a forma em pó tenha uma duração de seis meses, enquanto os cravos-da-índia inteiros durarão um ano e mais, se refrigerados. Moer em caso e guardar em frasco hemeticamente fechados.

 

Pesquisar no site

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade