Alecrim é uma estrela entre as ervas medicinais.

      Ah, o alecrim... essa erva distintamente aromática. Seu sabor pungente parece percorrer um longo caminho no sabor de uma receita, mas junto com sua fragrância e gosto tem uma propensão para apoiar a saúde.

 

         A pesquisa científica moderna tem vindo a validar algo que nossas avós e bisavós pareciam saber instintivamente, a saber, que os remédios para uma variedade de doenças podem ser encontrados no jardim.

 

Alecrim

     Enquanto supervalorizam o chá verde, menosprezam uma erva que é tão importante quanto, ou até superior em benefícios, o alecrim.
    

    Dentre os benefícios do alecrim, destacam-se as intensas atividades antioxidante e anti-inflamatória, que justificam seus efeitos em diversas doenças. O botânico Dr. James Duke do Departamento de Agricultura dos EUA, criou um banco de dados que lista todos os compostos químicos conhecidos em mais de 1.000 plantas comestíveis, incluindo as ervas mais comuns e as especiarias. 

    De acordo com Duke, o alecrim contém mais de duas dezenas de antioxidantes, é o único composto em seu banco de dados CRC Handbook of fitoquímicos biologicamente ativos, (1992) a ter regulação imune, anti-inflamatória, antioxidante e outras atividades. 

    O alecrim é a planta que tem uma vida útil mais longa na sua atividade antioxidante. A maioria dos antioxidantes não têm essa capacidade. A atividade antioxidante do alecrim foi descritas por Peng, Yuan, Liu, & Ye, 2005, que atribuiu propriedades antioxidantes às folhas de alecrim e a descreveu como uma das plantas com maior atividade antioxidante.


Segundo o estudo da Universidade do Estado do Kansas, nos EUA, duas substâncias presente no alecrim, diminuíram a quantidade de substâncias cancerígenas em carnes grelhadas. Acredita-se que a ação antioxidante neutralizou os radicais livres das carnes.
        
    Há duas das principais substâncias presentes no alecrim foi atribuído o papel de auxiliar na regeneração, crescimento e a manutenção do tecido nervoso. Isso significa que o alecrim ajuda a construir e a reparar o sistema nervoso. Na verdade, esse composto natural do alecrim é tão eficaz que uma empresa química o patenteou para uso no Alzheimer.
     Uma outra pesquisa constatou que essas substâncias fornecem ao cérebro a proteção necessária em pessoas com Parkinson. Nos países onde uso do alecrim é tradicional nas refeições diárias, o câncer e as doenças degenerativas têm índices significativamente baixos.
 
    Para aproveitar mais dos benefícios e das propriedades preventivas e curativas do alecrim, podemos criar o hábito de adicionar uma colher de chá de alecrim fresco nas saladas, ou tomar na forma de suco ou chá.

 

 

 

Alecrim (Rosmarinus Officinalis) é uma estrela entre as ervas medicinais.

          Essa planta realmente é uma das principais dádivas do Reino Vegetal. Se todos soubessem os importantes benefícios nutricionais e medicinais que esta planta traz em suas folhas, plantariam em seu quintal. E as farmácias venderiam menos medicamentos.

 

Alecrim (Rosemary) e seus constituintes carnosol e ácido ursólico inibem a formação de câncer de pele.

Pubmed 8306331 Publicado 01/02/1994 Estudo Animal

 

Alecrim Rosemary exibe ação antidepressiva provavelmente através do sistema monoaminérgico.

Pubmed 19286446 Publicado 15/06/2009 Estudo Animal

 

Alecrim Rosemary atenua a toxicidade induzida por radiação.

Pubmed 17433646 Publicado 01/10/2007 Estudo Animal

 

Obs: há mais 78 estudos como estes acima relacionados, mostrando a eficácia do Alecrim na prevenção e no tratamento de diversas doenças e já estão disponíveis apenas para os alunos do curso de Fitoterapia online e dos colaboradores financeiros do site tiaxica.com
 

Ao clicar nos números grifados você será direcionado ao resumo da publicação científica.

 

 

 

Por que o alecrim é importante?

       O alecrim tem muito a oferecer como chá ou como um suplemento nutricional especialmente na prevenção e no tratamento de várias doenças, inclusive de algumas que a medicina ainda não tem a cura. Por conta do potencial e dos diversos estudos científicos do alecrim, ele ocupou 11 páginas no meu livro, que se acaso fosse atualiza-lo com os novos estudos científicos do alecrim, hoje o número de páginas com referências a ele chegaria a umas 160 pg.

 

 

     O alecrim é um chá seguro, é de grande valia para ajudar na prevenção das doenças mais temidas do nosso tempo.  No livro Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade mostrei as grandes descobertas feitas pelos trabalhos científicos realizados no alecrim. É o único livro que mostra a surpreende importância do alecrim.

 

     O alecrim contém mais de duas dezenas de antioxidantes e tem muito a oferecer como um suplemento nutricional especialmente na prevenção de alguns tipos de câncer, alergias, e a progressão do Alzheimer.

Contém composto que auxilia na regulação imune, anti-inflamatória, antioxidante e outras atividades.

 

      Um estudo espanhol sugere a possibilidade de aproveitar as propriedades antioxidantes do alecrim na proteção da pele contra as ações oxidativas do sol e na prevenção do câncer de pele. Ele poderia ser acrescentado a cremes protetores solares, rejuvenescedores e antirradicais livres. Por conta disso o alecrim tem muito a oferecer como um suplemento nutricional especialmente na prevenção do envelhecimento.

 

  Estamos acostumados a ouvir falar sobre o gel de Aloe vera por sua capacidade de ajuda a acalmar queimaduras solares, mas o alecrim extrato tomado por via oral também foi confirmado para proteger a pele da radiação UV que pode levar a sinais de envelhecimento.

Certos compostos no alecrim agem ao nível celular para combater os radicais livres implicados no envelhecimento precoce, bem como reduzir a atividade de enzimas que podem interferir com a integridade do tecido da pele saudável. O ácido carnósico, um diterpeno fenólico do alecrim, impede a expressão induzida por UV de etaloproteinases da matriz em fibroblastos e queratinócitos de pele humanos.

 

 

Antienvelhecimento 
      O alecrim tem duas substâncias com outras propriedades que o tornam vital como um agente antienvelhecimento. Elas protegem contra a redução das artérias cerebrais (o estreitamento das artérias com a idade pode contribuir para o desenvolvimento de doenças neurodegenerativas). O alecrim aumenta a produção do antioxidante glutationa. A glutationa é um dos antioxidantes mais importantes que ajudam a proteger o cérebro contra os radicais livres.

    

 

     O estresse crônico faz uma constrição dos vasos sanguíneos e interfere na formação de plaquetas, o que pode resultar em um coágulo. Quando os vasos sanguíneos entram em constrição, há menos espaço para o sangue fluir. Os compostos ativos presentes no alecrim auxiliam na prevenção dessa constrição.

 

     Há duas das principais substâncias presentes no alecrim foi atribuído o papel de auxiliar na regeneração, crescimento e a manutenção do tecido nervoso. Isso significa que o alecrim ajuda a construir e a reparar o sistema nervoso. Na verdade, esse composto natural do alecrim é tão eficaz que uma empresa química o patenteou para uso no Alzheimer.
     Uma outra pesquisa constatou que essas substâncias fornecem ao cérebro a proteção necessária em pessoas com Parkinson. Nos países onde uso do alecrim é tradicional nas refeições diárias, o câncer e as doenças degenerativas têm índices significativamente baixos.
 
    Para aproveitar mais dos benefícios e das propriedades preventivas e curativas do alecrim, podemos criar o hábito de adicionar uma colher de chá de alecrim fresco nas saladas, ou tomar na forma de suco ou chá.

 

     Quanto mais capazes formos de prevenir ou retardar as doenças degenerativas crônicas, mais aptos estaremos para gozar de boa saúde.
 
      A fitoterapia como solução para a recuperação e manutenção da saúde e o retardamento do processo de envelhecimento. As ervas medicinais desempenham atividades em retardar o processo de envelhecimento e em recuperar a saúde, mesmo após os estragos  provocados por doenças como diabete, câncer, doenças do coração, fadiga crônica e muitas outras.

 

O alecrim é um chá seguro.
 
    A ansiedade é dos sintomas que podem acompanhar o portador de epilepsia. O chá de alecrim é dos que mais contribui para o controle da ansiedade.
     Essa história de neurointoxicação não se aplica ao alecrim que tem estudos mostrando que é uma planta com efeitos neuroprotetores. De acordo com os resultados de um estudo publicado na revista Journal of Neurochemistry, o ácido carnósico possui efeitos neuroprotetores tanto in vivo como in vitro.
       
O chá de alecrim é dos que mais contribui para o controle da ansiedade.
       Na ansiedade e na depressão o alecrim tem contribuído muito para ajudar. Registramos exemplos de pessoas que foram beneficiadas com uso do chá de alecrim e apresentaram melhora nos quadros de depressão, bem como da ansiedade com poucos dias do uso.

 

Alecrim  protege contra a degeneração macular
 
    Um estudo científico descobre que um composto no alecrim promove a saúde dos olhos e pode até proteger contra a doença relacionadas com a idade, a degeneração macular.
     Segundo a matéria publicada na revista Investigative Ophthalmology & Visual Science, uma equipe de cientistas do Sanford-Burnham Medical Research Institute liderado por Stuart A. Lipton, MD, Ph.D.  descobriram que o ácido carnósico , um componente do alecrim protege a sua retina de degeneração macular. 

 

Alecrim (Rosmarinus Officinalis) é uma estrela entre as ervas medicinais.
 
   Essa planta realmente é uma das principais dádivas do Reino Vegetal. Se todos soubessem os importantes benefícios nutricionais e medicinais que esta planta traz em suas folhas, plantariam em seu quintal. E as farmácias venderiam menos medicamentos.

 

O alecrim também pode ser útil para apoiar a função saudável da insulina.

O tecido adiposo, ou seja, a gordura corporal pode ser estéticamente desagradável para os olhos, mas seus efeitos negativos sobre a saúde vão além do que vemos no espelho. A gordura corporal é uma parte ativa do sistema endócrino e gera moléculas sinalizadoras que podem afetar negativamente a sensibilidade à insulina, levando potencialmente a um ciclo vicioso de acúmulo ainda maior de gordura corporal. Os extratos de alecrim demonstraram ajudar a modular a resposta inflamatória no tecido adiposo, o que pode apoiar uma resposta celular adequada à glicose e à insulina.

 

Pesquisar no site

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade