As especiarias não apenas excitam o paladar, mas são compostas por uma impressionante lista de fito-nutrientes, óleos essenciais, antioxidantes, minerais e vitaminas que são essenciais para o bem-estar geral. Especiarias têm sido parte integrante parte do nosso alimento desde séculos, e hoje, torna-se mais relevante para nós, devido aos estudos científicos que mostraram seus valores medicinais.

Além de acrescentarem sabor às refeições, as especiarias podem proteger a sua saúde.

Provêm das plantas tropicas e os seus sabores e aromas são acentuados graças ao seu teor de óleos essenciais.

As plantas consideradas especiarias oferecem vários benefícios na promoção da saúde, algumas delas auxiliam na prevenção e tratamento do câncer. 

- Pesquisas têm associado a pimenta do reino e o cominho preto semente com uma menor incidência de câncer de cólon.

- Alecrim é conhecido por ajudar a prevenir danos no DNA por agentes cancerígenos e suprimir a proliferação de células de câncer

- A capsaicina, um ingrediente encontrado na pimenta, mata as células cancerosas da próstata. A evidência sugere que a salsa combate ao câncer de pulmão e de mama.

- Outra especiaria com uma gama de efeitos terapêuticos relevantes para o tratamento do câncer é a curcuma-longa.

Verá que não só ajudam a acentuar os sabores dos seus pratos, como ainda oferecem benefícios adicionais para a sua saúde.

Estes condimentos encontram-se à venda na maioria dos supermercados e hipermercados.

Aprenda a tirar partido das que selecionamos para você

 

Por que incluir especiarias em nossa alimentação?

    As especiarias contêm uma impressionante lista de compostos que são conhecidos por terem prevenção de doenças e propriedades de promoção da saúde. Elas têm sido utilizadas desde a antiguidade por suas propriedades anti-inflamatórias, carminativas e antiflatulentas.

    Verificou-se que os componentes de algumas especiarias têm ação anticoagulação (impedem a obstrução das plaquetas nos vasos sanguíneos) e, assim, ajudam a aliviar o fluxo sanguíneo, evitando o acidente vascular cerebral e a doença das artérias coronárias.

    Os princípios ativos nas especiarias podem ajudar na digestão suave através do aumento da motilidade do trato intestinal, bem como aumentar a função da digestão, estimulando a secreção excessiva de enzimas gastrointestinais dentro do intestino.

 

Alecrim

       Enquanto supervalorizam o chá verde, menosprezam uma erva que é tão importante quanto, ou até superior em benefícios, o alecrim.
         Dentre os benefícios do alecrim, destacam-se as intensas atividades antioxidante e anti-inflamatória, que justificam seus efeitos em diversas doenças. O botânico Dr. James Duke do Departamento de Agricultura dos EUA, criou um banco de dados que lista todos os compostos químicos conhecidos em mais de 1.000 plantas comestíveis, incluindo as ervas mais comuns e as especiarias. 

O super alecrim. Seus  benefícios a saúde são tantos que dediquei 11 páginas a ele no meu livro.  Leia mais     alecrim

Em meu arquivo de evidências consta 292 estudos científicos sobre as ações medicinais do alecrim.

 

Cravo-da-india

Aqui está uma revisão de alguns estudos científicos publicados em todo o mundo sobre as propriedades curativas do cravo.  Veja em  cravo-da-india o que esta maravilhosa planta pode fazer pela sua saúde

 

 

Rizoma de curcuma-loga (açafrão)

 

 A cúrcuma - longa é uma planta medicinal que pode prevenir e curar mais de 175 doenças. 

   Essa planta é a mais estudadas de todos os tempos, com 5.100 referências na Biblioteca Nacional de banco de dados bibliográficos do Medline. Ela ajuda em 175 doenças e sua ação é superior  a muitos remédios, dizem os cientistas.

 A cúrcuma-longa que é a erva medicinal mais importante do mundo para a nossa saúde.

    A lista de benefícios já confirmados é tão grande que temos a certeza que, a cúrcuma é indispensável em nosso dia a dia.  No mínimo, o uso da cúrcuma deve ser reconhecido como uma atitude inteligente quando visamos a prevenção, uma vez que ela possui a capacidade de modular 175 processos fisiológicos distintos dentro do corpo de um modo que pode melhorar o sofrimento físico.

Veja o que esta maravilhosa planta pode fazer pela sua saúde em    curcuma-longa

Em meu arquivo de evidências consta  338 estudos científicos sobre as ações medicinais da Curcuma-longa.

 

canela em pau

A canela é uma das especiarias mais antigas e popular, e tem sido usada há milênios tanto por seu aroma e qualidades medicinais.
     Se a ciência já se surpreende ao desvendar que os antioxidantes estão presentes em ingredientes simples. A canela contém substâncias protetoras da saúde e vem deixando cientistas surpresos com seu potencial terapêutico.

     Em pau ou moída, é extraída da casca de uma planta natural do Ceilão. Contém polifenol MHCP, um óleo essencial com atividade antibacteriana, antiviral e analgésica. A canela é útil no tratamento da diabetes, equilibrando os níveis de glicose no sangue e limitando a sua acumulação como gordura. Além disso, reduz as inflamações das vias respiratórias e a produção de expectoração. É eficaz a atenuar indigestões. Cerca de 2 a 4 gramas (em pó) diariamente é a dose recomendada. Veja o potencial da canela para prevenir e resolver doenças em canela .    

Em meu arquivo de evidências consta  121 estudos científicos sobre as ações medicinais da Canela.

 

 

Broto de gengibre

Gengibre ajuda emagrecer e atua em mais 100 problemas de saúde.
 
Muitos benefícios do gengibre são baseados em evidências reveladas por estudos. É uma planta que vem surpreendendo nos últimos estudos. A eficácia do gengibre e o seu potencial terapêutico. A lista de benefícios já confirmados é tão grande que temos a certeza que, o gengibre é indispensável em nosso dia a dia. Leia mais
  gengibre

Eu tenho um arquivo com 177 estudos científicos sobre as ações medicinais do gengibre.

 

Manjericão

   O manjericão grande ou manjericão doce (Ocymum basilicum) é uma planta herbácea anual da família das mentas que também são lamiáceas (labiadas) e existem cerca de 150 variedades. Uma delas é o nosso manjerico dos santos populares.Todas elas com propriedades muito semelhantes. Esta variedade é conhecida entre nós por alfádega, basílico, alfavaca, erva-real ou manjericão de folha grande. Chega a atingir 45 centímetros de altura e 30 de amplitude. O mangericão é originário do Médio Oriente,  da Índia e da região mediterrânica, mas é hoje plantado um pouco por todo o mundo. Apareceu na Europa no séc. XVI. Na Índia, é uma planta sagrada e é muito plantado nos templos onde é conhecido pelo nome de tulsi (Ocymum demiflorum).
     
Esta era também uma planta simbólica para os antigos gregos e romanos que acreditavam que esta continha poderes de reconciliação. No norte da Europa e no Haiti está associada ao amor. Não há hoje aldeia grega onde não paire nos ares o doce perfume do basílico (Ocymum minimum), também conhecido por basil.

O manjericão não serve só para enfeitar mas também para cozinhar e afastar as moscas das sardinhas. Os gregos utilizam-na também para esse fim, plantando-a na entrada das casas como sinal de boas-vindas mas também para manter afastadas as moscas.

O seu aroma e sabor vêm-lhe do óleo assencial anetol que também é um dos constituintes principais do anis. O componente estragol, também existente no estragão, o eucaliptol e o eugenol também fazem parte do cravinho e o linalol que também existe na alfazema. Daí o forte aroma quase inibriante do manjericão. É uma boa fonte de betacaroteno, que é a vitamina A existente nos vegetais e frutos amarelos. Tem ainda cálcio e vitamina C.

O poder terapêutico do manjericão na saúde

Descubra o que é que esta erva aromática pode fazer pelo seu fígado e pela sua insônia.

Fonte de betacaroteno, um dos melhores aliados do seu bronzeado, esta planta diurética estimula o fígado e ajuda a combater insônia e dores menstruais.

É um tônico geral do organismo e um desinfectante digestivo. Aperitivo, estimula o fígado, é diurético e refrescante. É ainda utilizado para aliviar inflamações dos brônquios, gases intestinais, vertigens, insónias nervosas, espasmos gástricos, depressão e perdas de memória.

Estudos feitos sobre esta planta indicam que é um estabilizador dos níveis de glicémia, podendo ser utilizado para controlar a diabetes. Quando aplicada na pele, pode, contudo, causar alergias nas tez mais sensíveis. De acordo com a America Cancer Society, uma dieta rica em vitamina A pode diminuir o risco de alguns tipos de cancro.

A erva fresca do manjericão doce deve ser armazenada dentro do refrigerador ajustado na umidade apropriada. Manjericão seco deve ser mantido em um recipiente de vidro hermeticamente fechado em um lugar fresco, escuro e seco, onde ele vai manter fresco por até seis meses. A fim de manter intacta a fragrância e o sabor, o manjericão é geralmente adicionado no momento final das receitas de cozimento, uma vez que a cozedura prolongada resulta na evaporação dos seus óleos essenciais. Folhas de manjericão fresco são adicionados ao sabor qualquer vegetais, aves, ou prato de carne. A erva também é usada em tomate e pratos de ovo, ensopados, sopas e saladas.

Na Italia o manjericão folha é um dos principais ingredientes em "pesto", um molho verde que é adicionado a sopas, legumes , peixes e pratos de massas na cozinha mediterrânica.

Veja mais sobre os benefícios do manjericão em www.tiaxica.com/manjericao

 

Noz- Moscada

            É obtida a partir do fruto da planta moscadeira. As suas propriedades resultam da miristicina, pertencente a uma classe de medicamentos usados para tratar a depressão. Melhora a digestão e reduz a flatulência. Também ajuda a tratar a diarreia, os vômitos e náuseas.

A noz-moscada transmite uma incrível variedade de benefícios nutricionais, como manganês, cobre e magnésio, bem como antioxidantes e óleos voláteis que podem tanto aliviar e estimular o cérebro, aliviar dor muscular e a dor de dente, e proporcionar funções antifúngicas, antidepressivas e inibidoras de gazes.

 

A dose diária recomendada é de 1 a 2 gramas.

Estudos sobre a Noz-moscada

Os extratos de metanol de Myristica fragrans (noz moscada) inibiram significativamente a proliferação celular de leucemia de Jurkat e induziram apoptose em um estudo, embora o mecanismo causador da apoptose não ficou claro.

     Em outro estudo, os cientistas avaliaram o potencial bactericida da noz moscada contra três tipos de bactérias estreptocócicas. Em conclusão, seu relatório delineou o efeito potencial do extratos de noz-moscada como um agente natural que pode ser incorporado em produtos de cuidados bucais.

      Um farmacologista da Universidade Hebraica de Jerusalém escreve: A noz-moscada é usada pelos árabes de Israel e pessoas de suas comunidades judias orientais, especialmente os iemenitas, como uma droga de sua medicina popular, bem como um tempero e como ingrediente importante nas poções de amor. É boa para o fígado e para o baço. É utilizado no tratamento da tuberculose, contra resfriados, febre e em doenças respiratórias. É dito ser um anti-helmíntico e é usado para esse fim. É usado contra as doenças da pele como eczema e sarna e diz-se que seja eficaz para a remoção de manchas da face. Adicionado a vários alimentos para aumentar a potência viril.

       De acordo com um conselheiro no Ministério indiano da Saúde, a noz-moscada ainda é usada medicinalmente na Índia: É prescrito como um analgésico em dores neuríticas, como um sedativo em estados nervosos altamente tensos, e como um sedativo e antiespasmódico na asma. Após a sua reação semelhante ao ópio, é usado para dar alívio na tosse e hemoptise da tuberculose. Na medicina tradicional indiana e na medicina doméstica, a noz-moscada é usada em pequenas quantidades para induzir o efeito hipnótico em crianças irritadas.Também é administrado como hipnótico e sedativo em convulsões epilépticas.

Na medicina ocidental

      Médicos europeus seguiram exatamente os preceitos da medicina árabe. Consequentemente, eles chamaram a noz-moscada de uma droga quente e seca e recomendam para todas as doenças listadas anteriormente. Hoje, o uso de noz-moscada na medicina é relativamente menor. A noz-moscada é agora usada como estomacal, estimulante e carminativa, casos de dispepsia, catarro intestinal e cólicas, e controlar a flatulência.

Em geral, os grãos são ralados ou moídos antes de serem adicionados nos últimos minutos de cozimento dm molhos, sopas ou bolos e doces. Armazenar nozes inteiras, bem como pó moído dentro de um recipiente hermético e lugar fresco, escuro e seco, onde pode ficar por vários meses.

 

Orégano

Orégano: boas razões para incluí-lo na sua alimentação

Além de dar mais sabor aos alimentos, o orégano oferece muitos benefícios à saúde
O orégano, também conhecido como manjerona silvestre ou orégão, é uma erva aromática que tem sido usada na culinária há milhares de ano.

       Para muitas pessoas o uso do orégano começa e acaba numa fatia de pizza. Quem nunca se rendeu, por exemplo, ao cheirinho da pizza com orégano? É incontornável sermos transportados para o universo da cozinha italiana quando sentimos o irresistível cheiro do orégano, no entanto, esta erva aromática não se restringe à gastronomia italiana. Ele dá um sabor diferenciado aos alimentos… Adoro temperar salada de com orégano. Ele combina com pizza, massas em geral etc. Ainda para oferecer o benefício típico das ervas aromáticas que passa pela diminuição da adição de sal aos pratos que incorporam, por conta disso pode ser usado no dia a dia na cozinha como tempero em caldos de verduras, em carnes, peixes e aves. Mas, para além destas vantagens, o orégano possui um toque a mais ao melhorar a composição dos alimentos no qual é incorporado. Enfim, o orégano deixa qualquer receita mais gostosa. 

oregano-selvagem/

 

Pimenta-do-reino: Piperina (Piper nigrum)

    Mais que um tempero, é um remédio natural com amplitude de ação impressionante. Um dos principais componentes é o fitoquímico piperina, substância que lhe confere o sabor picante. A pepsina é um alcaloide de caráter lipofílico presente na pimenta-do-reino e possuidiversas atividades farmacológicas. É extraído das sementes de Piper nigrum (pimenta preta). É um alcaloide amídico. Digestivo, ativa o metabolismo, melhora a digestão, estimulando as secreções do estômago.
Possui efeito carminativo (antiflatulência) e ação antioxidante (antienvelhecimento).
É um estimulante natural e intervém na absorção de selênio, vitamina B e caroteno.

Na loja, comprar pimenta inteira em vez de pimenta em pó, uma vez que, muitas vezes, pode conter sujeiras. Os grãos de pimenta devem ser saudáveis, pesados, redondos e compactos.

Essa pimenta é uma das especiarias mais versáteis usadas em vários tipos de culinária saborosa. A fim de manter a fragrância e o sabor intactos, elas geralmente moídos antes de preparar pratos e adicionados nos últimos minutos nas receitas (uma vez que a cozedura prolongada resulta em evaporação de óleos essenciais).

 

Sálvia
Sálvia esta erva, cujo nome significa saúde, pode ser utilizada para dar ânimo e energia mas também para limpeza dos dentes, remoção do tártaro e dar um hálito agradável. Um banho tônico com um pouco de salvia faz revigorar o corpo e a mente. É muito recomendada para quem tem diabetes.

Prepare 40 gramas de folhas de sálvia em 1 litro de vinho branco seco.

Beba em pequenas doses e veja os seus níveis de açúcar no sangue baixarem. Além disso, é também muito boa para o sistema cardiovascular.
 

 

Folhas de Tomilho

Tomilho é uma erva comum com um passado místico, onde os soldados gregos antigos usavam a planta antes da batalha para reforçar sua coragem. Parece também que o tomilho pode ajudar a respirar melhor.

As virtudes do tomilho: Graças aos seus componentes, o tomilho possui propriedades antissépticas e exerce uma ação notável sobre os estados febris, as tosses, nomeadamente a tosse convulsa das crianças, e as bronquites. É excelente para a tosse, bronquite e asma. Também alivia a dor de garganta, por isso é uma ótima opção, quando bateu uma infecção respiratória é só fazer em infusão (chá) e inalar os vapores.

 Veja mais sobre suas propriedades em tomilho/

 

Sementes de mostarda

De sabor intenso e apimentado. Atenção: ingerir elevadas doses desta especiaria pode causar irritação da mucosa intestinal.

Contêm: Selênio, fósforo, magnésio, e triptofano.
Como usar: Em carnes e na preparação de variados molhos.

 

Como  conservar

Estes são alguns dos cuidados que deve ter:

  • - Prefira as especiarias de cultura organica ou biológica. As convencionais podem adicionar pesticidas aos seus preparados.
  • - Compre-as inteiras ou partidas e vá moendo num moinho de especiarias ou num processador, para preservar os aromas por mais tempo.
  • - Compre em pequenas quantidades para não perder de aroma.
  • - Guarde-as hermeticamente fechadas (em sacos ou frascos de botica) num local escuro, para os aromas não se destruírem, alterarem ou impregnarem outros alimentos.

 

Pesquisar no site

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade

Ervas Medicinais Fonte de Saúde e Longevidade